28 de novembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
SESI - Campanha Industria Geração de Empregos 3
Comércio

Kayatt e Oshiro discutem criação de Câmara de Comércio Internacional

Fort Atacadista Natal

  O advogado Roberto Oshiro, diretor-presidente da Câmara de Mediação e Arbitragem de Campo Grande (CBMAE-ACICG), esteve em Ponta Porã para reunião com presidentes e diretores da Associação Comercial de Ponta Porã e da Câmara de Comércio de Pedro Juan Caballero, com objetivo de debater o projeto de criação da Câmara Internacional de Mediação e Arbitragem Brasil-Paraguai.

  Oshiro também foi recebido pelo prefeito Flávio Kayatt (foto), a quem relatou detalhes do projeto a ser implantado naquela cidade.
“A reunião foi excelente e muito produtiva. Explanamos o Projeto e as possibilidades de abrangência da Câmara, bem como sobre o ganho político para as entidades, até mesmo sobre a possibilidade de buscar pela implantação da arbitragem política e juridicamente no Paraguai”, explica Roberto Oshiro, dispondo-se a negociar com as instituições daquele país.

  Num primeiro momento a Câmara Internacional funcionaria via CBMAE-ACICG utilizando sua estrutura e corpo de especialistas até que haja demanda e condições para instalação da Câmara em Ponta Porã.

 

MEIO SEGURO - A Arbitragem é o melhor meio para se obter segurança jurídica no comércio internacional. Tanto que o projeto do SEBRAE Nacional e da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) de disseminação das Câmaras de Arbitragem no Brasil realizado através da CBMAE, é financiado pelo BID a pedido das corporações multinacionais que precisam de um ambiente de solução de controvérsias mais eficaz e célere. Isso faz com que o volume de negócios internacionais aumente acelerando o crescimento e o desenvolvimento. A arbitragem é um mecanismo essencial para a manutenção e aumento dos investimentos estrangeiros no país. Por isso se serve para o Brasil, serve para o Paraguai também. A falta de leis regulatórias do comércio e de proteção ao consumidor no país vizinho prejudica o desenvolvimento de suas empresas. A arbitragem pode ser uma solução prática, eficaz e rápida para esse problema vez que as regras a serem aplicadas ao procedimento arbitral podem ser estabelecidas de comum acordo entre a Câmara de Comércio de Pedro Juan Caballero e a  Associação Comercial de Ponta Porã, utilizando-se como base, por exemplo, parte do Código de Defesa do Consumidor Brasileiro, mas de forma gradativa por se tratar de mudança de cultura dos comerciantes paraguaios.

 

Banner Whatsapp Desktop
Departamento de Operações de Fronteira - Disque Denúncia