27 de fevereiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Debate

Jovens têm direito a 'rolezinhos', sem violência, diz futuro cardeal a presidente Dilma

22 janeiro 2014 - 17h10
Fernando Bizerra Jr/Efe
O arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta, afirmou nesta quarta-feira (22) que os jovens da periferia que promovem "rolezinhos" nos shoppings pelo país têm direito de frequentar esses locais, desde que esses atos não descambem para a violência.
 
Ele esteve reunido na manhã desta quarta com a presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto, em audiência de cerca de uma hora. Ele agradeceu as homenagens da presidente pela sua nomeação como cardeal.
 
Segundo ele, existem duas questões que devem ser colocadas quando o assunto é "rolezinho": "De um lado, aparecem as pessoas que querem também ter os mesmos bens, mesmos direitos de frequentar alguns locais. Existem, de outro lado, algumas manipulações que podem ter uma certa violência. São dois lados da questão", disse.
 
"Acho que devemos promover as pessoas para que todos possam ter aquilo que é a dignidade humana e também ter uma qualidade de vida melhor. Isso reflete um pouco essa necessidade desse jovens, de 'Nós também queremos fazer parte do shopping', 'Queremos também ter dinheiro pra comprar', e chamar atenção da população para essa dignidade", continuou.
 
Para Tempesta, "o que não podemos aprovar é quando se descamba numa violência, em depredação, tudo mais. São dois lados da questão, mas essa preocupação de promover a pessoa, de ajudá-la a viver melhor, com dignidade, deve ser constante".
 
O recém-nomeado cardeal também demonstrou preocupação com a situação dos presídios brasileiros e, em especial, com os recentes atos de violência no Maranhão.
 
"Acho que essa é uma questão mal resolvida em nosso país, por mais que tenha novos presídios, novas tentativas, etc, ainda não conseguimos fazer com que as pessoas sejam reeducadas, tenham uma maneira de convivência e possam voltar a sociedade. Infelizmente é algo ainda a ser feito. É claro que os bispos do Maranhão tem toda a necessidade de chamar a atenção para resolver ou encaminhar alguma solução." 
Banner Whatsapp Desktop
TJ MS
Banner TCE