26 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
Indústria

Indústria vende 14 mil veículos por dia e projeta novo recorde em 2010

16 outubro 2009 - 16h57
Fort  Atacadista - 21 ANOS

  Os dados foram informados pelo presidente da Anfavea (associação das montadoras), Jackson Schneider, em seminário da Amcham (Câmara Americana de Comércio) e se referem a automóveis, comerciais leves, ônibus e caminhões.

  O executivo afirmou que, em 2010, a indústria deverá registrar um novo recorde na venda de veículos, superando 2009 "em um dígito". Se a projeção se confirmar, será o quarto ano seguido de recorde nos licenciamentos. A projeção da Anfavea é de alta de 6,4% nos emplacamentos neste ano ante 2008, chegando a 3 milhões de unidades.

  Em dezembro, as vendas de veículos caíram abaixo de 7.000 unidades por dia útil devido ao agravamento da crise no Brasil, que motivou a redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) pelo governo federal. O tributo retoma gradativamente a alíquota a partir deste mês e deve voltar ao patamar original em janeiro de 2010.

  Schneider destacou que o desempenho do mercado em outubro, que equivale aos resultados obtidos antes da crise, deve-se também a vendas de veículos feitas em setembro, mas que foram licenciados apenas neste mês, e ao escoamento de unidades em estoque que se beneficiaram da menor alíquota de IPI.

Exportações

  Em relação às exportações, Schneider foi menos otimista. O executivo acredita que a indústria brasileira pode não conseguir retomar o patamar de vendas externas alcançado antes da crise mundial, mas deve começar a recuperar parte desse mercado no final do primeiro semestre de 2010.

  Sobre a perda de competitividade com a queda do dólar, que torna os produtos brasileiros mais caros no exterior, o executivo afirmou que "toda hora a indústria está repensando o processo produtivo".

  "Mas não há ajuste de produtividade que possa compensar o câmbio", ressaltou, lembrando do impacto nos custos do aumento dos salários dos trabalhadores e da alta no preço do aço, já aguardada pelas montadoras.

  A projeção da Anfavea é de queda de 40% no número de veículos exportados neste ano no comparativo com 2008, passando de 735 mil unidades para 440 mil. Em valores, a previsão é de redução de 43%. Com isso, a produção deve ter uma diminuição de 5,2% no período.

 

Banner Whatsapp Desktop
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
PMCG