28 de fevereiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Mundo

Governo do Paraguai ignora protestos e diz que não vai aumentar salário

8 janeiro 2014 - 15h49
Reprodução

O governo do Paraguai não tem a intenção de aumentar o salário mínimo, apesar dos recentes protestos de trabalhadores. As manifestações têm sido motivadas pela alta da inflação. Atualmente, o mínimo é 1.658.200 guaranis (cerca de R$ 850). O último reajuste do salário mínimo foi em abril de 2011, e os sindicatos de diversos setores de pedem reajuste de 25%, segundo eles, para repor as recentes perdas causadas pelo aumento do custo de vida.

De acordo com o ministro da Fazenda, Germán Rojas, não há o que justifique um pagamento mais alto. "Para considerar qualquer possibilidade de aumento, têm de ser cumpridos certos elementos e estudos, entre os quais a evolução da inflação", informou o ministro.

Banner Whatsapp Desktop
TJ MS
Banner TCE