31 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Campanha Bonito Seguro - Fase 2
Governo

Governo dá início à construção do maior residencial popular do Estado

Fort  Atacadista - 21 ANOS

    No mesmo local onde há três meses anunciou a retomada do terreno pertencente ao Estado e apresentou o projeto das moradias, o governador André Puccinelli ao lado do secretário de Habitação, Carlos Marun, assinou as ordens de execução de serviço determinando o começo da construção das casas.

  O residencial chamado Conquista Guatós será o maior já construído pelo governo, com 100% de recursos próprios, num investimento de cerca de R$ 23 milhões.

  “A área é do povo de Corumbá, é dos que precisam, que não têm casa”, disse André aos corumbaenses que foram ver de perto o pontapé inicial das obras. Muitas das famílias presentes, formadas por pessoas humildes, poderão ser contempladas, já que o processo de cadastramento ainda vai ser executado, pela Secretaria de Habitação e das Cidades.

  E, o principal critério, como assegurou o secretário Carlos Marun  é dar um teto aos que mais necessitarem. O governador determinou agilidade na execução, e disse que espera que no Natal do próximo ano os selecionados já possam estar entrando na casa nova.

  Com um número tão grande de casas, o Residencial, no bairro Maria Leite, vai ser subdividido. Foram assinadas cinco ordens de serviço, que determinam a construção dos residenciais Garça Branca, com 249 unidades; Ipê Amarelo, com 231; Guatós, com 296; Dourado, com 192; e Tuiuiú, com 232. “Essa é a confirmação do compromisso do governo com a população desta cidade”, ressaltou o secretário Carlos Marun, que estima que o projeto vai garantir moradia digna para ao menos 4.800 pessoas, num cálculo de quatro por família.
  Localizado em Corumbá , o terreno no bairro Maria Leite tem a vantagem de já contar com infraestrutura de água e energia. O uso dessa área para edificação do Residencial Guatós levou em conta também a proximidade com a área urbana, um benefício que André fez questão de garantir aos corumbaenses que serão contemplados com as moradias.

  “Nós não queríamos essa população fora do perímetro urbano, por que gente humilde tem que morar longe?”, questionou o governador, relatando que, antes de assumir sozinho o projeto, o governo tentou negociar com a Prefeitura a doação de uma área, a exemplo da parceria que acontece com os outros 77 municípios.

 

Banner Whatsapp Desktop
ALMS
PMCG