04 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Questão Indígena

Governador garante contraproposta do Ministério da Justiça para comprar Buriti

21 fevereiro 2014 - 11h52
Cassems
O governador André Puccinelli (PMDB) em reunião na tarde de ontem com ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, assegurou a apresentação na quarta-feira de contrapartida do Ministério da Justiça para a compra da Terra Indígena Buriti, localizada nos municípios de Dois Irmãos do Buriti e Sidrolândia. Os donos de 31 fazendas com 15 mil hectares pediram a indenização de R$ 150 milhões, mas a pasta ofereceu o valor de R$ 78 milhões pelas terras.
 
No encontro, o governador reforçou o impasse que existe na área e a necessidade da negociação ser mantida, uma vez que o clima continua tenso na região.
 
No início deste ano o Ministério da Justiça ofereceu R$ 78 milhões para a compra da terra nua e pagamento da benfeitoria, os produtores queriam R$ 150 milhões, mas depois anunciaram que aceitam entregá-las por R$ 100 milhões. Diante do impasse, o Ministério comprometeu-se a encaminhar os laudos aos produtores para que eles pudessem apresentar uma contraproposta, o que já foi feito no começo deste mês, com o prazo de 30 dias para os agricultores contestarem os estudos apresentados.
 
A próxima etapa deste processo vai ocorrer, na próxima semana quando um representante do Ministério escutará os produtores rurais e apresentará uma contraproposta, enfatizou Puccinelli. “O doutor Marcelo [assessor especial do ministro Cardozo] irá, a pedido nosso para Mato Grosso do Sul no dia 26, na próxima quarta feira, para sentarmos com os proprietários das áreas e discutirmos, avançarmos nos processo de aquisição das áreas”, enfatizou, completando que “o Ministério deve aumentar o valor oferecido pelas terras”.
Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE