04 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Morte

Filho de Eduardo Coutinho admite ter matado o pai

5 fevereiro 2014 - 07h49
Cassems
O delegado da Divisão de Homicídios do Rio, Rivaldo Barbosa, afirmou ontem que Daniel Coutinho, de 41 anos, filho do cineasta Eduardo Coutinho, confessou ter esfaqueado os pais no domingo. O documentarista, de 81, foi encontrado morto em seu apartamento no Jardim Botânico. A mulher, Maria das Dores Coutinho, de 62, foi encontrada gravemente ferida. Segundo Barbosa, Daniel alegou, como motivo para o crime, o fato de ter “medo de viver”.
 
Ele planejou, então, cometer suicídio. Antes, no entanto, quis matar Coutinho e a Maria das Dores, pois não queria “deixar os pais desamparados”.
 
"Daniel está lúcido e esclareceu toda a dinâmica do crime. Ele disse que tinha medo de viver. O caso está esclarecido. Não há mais dúvidas para a Divisão de Homicídios”, afirmou Barbosa, em entrevista ao telejornal RJTV.
 
Daniel, que teve a prisão preventiva decretada segunda-feira, prestou depoimento durante duas horas no hospital Miguel Couto, onde está internado sob custódia desde domingo. Maria das Dores está internada em uma unidade particular.
Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE