21 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
al outubro2
Educação

Fernandinho Beira Mar faz prova do enem, no presídio de Campo Grande (MS)

5 janeiro 2010 - 13h25
Fort  Atacadista - 21 ANOS

   Campo Grande é o município com maior número de participantes: 150, que fazem a prova no Instituto Penal e Presídio Feminino.

   No Estado, nove municípios aplicam o Enem nas unidades penais – Campo Grande, Dourados, Corumbá, Ponta Porã, Cassilândia, Paranaíba, Rio Brilhante, Bataguassu e Três Lagoas. Hoje a prova vai abordar as disciplinas de ciências da natureza e humanas, com duração de quatro horas e meia para a avaliação. O início está previsto para o meio-dia, com término às 16h30. Na quarta-feira (6) os candidatos serão avaliados nas áreas de redação, linguagens, códigos e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias. Neste dia a prova será mais longa, com início ao meio-dia e término às 17h30.

  De acordo com o diretor de Operações Penitenciárias da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Luiz Alberto Ojeda, será feito um reforço na segurança das unidades onde serão aplicadas as provas.

  “Os presos farão as provas nas próprias salas de aula. Os fiscais são os professores da Escola Pólo Professora Regina Lúcia Betine e outros credenciados pela Agepen e Secretária de Educação [SED]”, afirma o diretor Ojeda.

  As questões do Enem que será aplicado nas penitenciárias são diferentes das colocadas na prova que aconteceu em dezembro para estudantes de todo o Brasil. Porém, o nível de dificuldade é o mesmo, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação (MEC).

Banner Whatsapp Desktop
ALMS
PMCG