30 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
JBS - Covid 19
INTERNACIONAL

Ex-presidente do Equador é preso suspeito de envolvimento com crime organizado

"Na madrugada de hoje, a polícia deteve o cidadão Abdalá Bucaram Ortiz e dois agentes de trânsito do município de Quito", Disse María Paula nas redes sociais.

12 agosto 2020 - 18h45
Ex-presidente do Equador Abdalá Bucaram foi preso por suspeita de denvolvimento com crime organizado e possível participação em assassinato do criminoso israelita Tomer Sheinman
Ex-presidente do Equador Abdalá Bucaram foi preso por suspeita de denvolvimento com crime organizado e possível participação em assassinato do criminoso israelita Tomer Sheinman - (Foto: Alejandro Bolívar)

A ministra de Governo do Equador, María Paula Toma, anunciou na tarde desta quarta-feira, 12, a prisão do ex-presidente do Equador Abdalá Bucaram por envolvimento com crime organizado e possível participação em assassinato do criminoso israelita Tomer Sheinman, preso em um esquema de compra irregular de remédios.

María Paula usou suas redes sociais para anunciar prisão do ex-presidente. "Na madrugada de hoje, a polícia deteve o cidadão Abdalá Bucaram Ortiz e dois agentes de trânsito do município de Quito", escreveu. A procuradoria geral do equador usou o Twitter para dizer que o prisão do ex-presidente se dava por "suposto envolvimento com o crime organizado", mas ainda não foram dados mais detalhes do caso.

A prisão acontece logo após Abdalá Bucaram anunciar sua intenção de concorrer a presidência do país em eleição, prevista para fevereiro de 2021. A investigação que levou a prisão do ex-mandatário investigava se Bucaram estava envolvido em tráfico de influências na compra e venda de medicamentos

Abdalá Bucaram governou o país entre 1996 e 1997, antes de ser deposto do cargo devido a acusações de nepotismo e corrupção.

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já sabe em quem votar para prefeito de seu município?

Votar
Resultados
TJ MS INTERNO
TJ MS
pmcg ms