31 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Campanha Bonito Seguro - Fase 2
INTERNACIONAL

EUA/Pfizer: CEO diz que produção de vacina não será afetada por pressão política

A declaração ocorre dois dias depois de Trump mencionar a farmacêutica durante o primeiro debate da eleição presidencial americana

1 outubro 2020 - 18h21
A Pfizer nunca sucumbiria a pressões políticas, escreveu o CEO da Pfizer
"A Pfizer nunca sucumbiria a pressões políticas", escreveu o CEO da Pfizer - (Foto: Carlo Allegri/ Reuters)
Fort  Atacadista - 21 ANOS

O CEO da Pfizer, Albert Bourla, disse que o desenvolvimento da vacina experimental contra a covid-19 não será influenciado pela política, dois dias depois de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, mencionar a farmacêutica durante o primeiro debate da eleição presidencial americana. "A Pfizer nunca sucumbiria a pressões políticas", escreveu Bourla em uma carta encaminhada aos funcionários da companhia e obtida pelo Wall Street Journal teve acesso.

"A única pressão que sentimos - e ela pesa - são os bilhões de pessoas, milhões de empresas e centenas de funcionários do governo que dependem de nós", afirmou o empresário.

No debate realizado na terça-feira, 29 de setembro, Trump disse que havia falado com a Pfizer e a Johnson & Johnson e que faltavam semanas para que uma vacina estivesse pronta.

Bourla escreveu que ficou desapontado com o fato de as vacinas para covid-19 terem sido discutidas durante o debate presidencial "em termos políticos, em vez de fatos científicos". Fonte: Dow Jones Newswires

Banner Whatsapp Desktop
ALMS
AL MS