28 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Campanha Bonito Seguro - Fase 2
Denúncia

Empreiteira da Enersul é alvo de reclamação em Inocência

Vereador Ademilson Junqueira
Vereador Ademilson Junqueira - Arquivo
Fort  Atacadista - 21 ANOS

Vereadores vão cobrar providências direto com a presidente da Enersul, dra. Carmem Pereira.

A população de Inocência, municipio distante 326 quilometros de Campo Grande, vem amargando enormes prejuízos pelas constantes interrupções no fornecimento de energia elétrica. Ocasionados pelos diversos motivos que vão desde queda de ráios, até uma simples oscilação, as interrupções chegam a durar muitas horas.

Os consumidores, atônitos, ligam para o sistema de atendimento 0800 e mesmo assim, os problemas demoram horas e horas para serem equacionados. Na última quinta-feira, parte da cidade ficou sem o abastecimento de energia elétrica, gerando grandes transtornos, inclusive sem o maior meio de comunicação da cidade que é a emissora de rádio Montana FM, que ficou fora do ar durante a tarde daquele dia.

Dois protocolos de reclamação foram registrados pelo 0800 (o de nº 420399 - às 15h07 e o de nº 410908582, às 18h02), sem que houvesse o pronto restabelecimento do fornecimento da energia. Sómente às 19h27, portanto quatro horas e vinte minutos após o primeiro chamado, deu-se início aos reparos na rede de energia, por um técnico da Construluz (de nome Antonio). O serviço de encaixe de um fusível, que não durou dois minutos, restabeleceu-se o fornecimento de energia.

TERCEIRIZAÇÃO - O serviço de manutenção e atendimento de urgência na rede elétrica, em Inocência, é executado por uma empresa particular, a Construluz, sediada em Paranaíba, distante 87 quilometros do município. Ocorre que, segundo informações colhidas junto aos consumidores, “o atendimento é péssimo e a má vontade do técnico é tamanha que chega a irritar”.

O vereador Ademilson Junqueira disse que, na segunda-feira (amanhã, dia 10), vai levar o assunto à discussão na sessão ordinária da Câmara Municipal, e posteriormente enviar ofício à presidente da Enersul, Carmem Campos Pereira, solicitando providências. “Isso não pode continuar ocorrendo. Nossa população está sendo tratada com descaso pela Enersul. E se não for por ela, é por uma representante dela, no caso, a empresa Construluz”, salientou o parlamentar. “Nossa sugestão é que a Enersul contrate uma empresa daqui de Inocência e não uma empresa que fica em uma outra cidade. Ou, se isso não for possível, que se exija da empresa já contratada a instalação de uma filial ou um posto fixo de atendimento aqui em Inocência”, concluiu Junqueira.

Banner Whatsapp Desktop
AL MS
PMCG