25 de fevereiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Brasil

Em menos de três horas, atiradores matam 12 em Campinas

13 janeiro 2014 - 16h10
Moacyr Lopes Junior/Folhapress
Doze pessoas foram assassinadas entre a noite de domingo (12) e a madrugada de hoje em Campinas (a 93 km de São Paulo), em um intervalo de menos de três horas. Os crimes ocorreram na região do bairro Ouro Verde, um dos mais populosos da periferia da cidade. Horas depois, ao menos três ônibus e um carro foram incendiados.
 
Os homicídios tiveram características semelhantes: os atiradores passavam de carro e atingiam as vítimas com vários tiros de pistolas.
 
A primeira chacina ocorreu às 23h20, quando quatro homens foram mortos em uma calçada do bairro Recanto do Sol II.
 
Dez minutos depois, outro dois morreram com tiros na cabeça no bairro Cosmos e no Parque Universitário.
 
Às 23h40, em Vida Nova, ocorreu outra chacina com cinco vítimas –todos com a mesma característica de tiros na cabeça e nas costas. Outro homicídio ocorreu à 1h40 no bairro Vista Alegre.
 
Dos 12 mortos, seis tinham passagem pela polícia por crimes como homicídio e roubo de carros. Com nenhum deles, porém, foram encontradas armas ou drogas.
 
A polícia vê indícios de relação entre as 12 mortes, mas ainda investigará qual seria essa relação. Os indícios são: os horários e os locais, muito próximos uns dos outros, a descrição dos carros e o tipo de arma usado nos crimes.
 
HIPÓTESES
 
A Polícia Civil investiga se as mortes foram praticadas por policiais militares. A hipótese é que seria uma retaliação ao assassinato de um colega na mesma região. O PM foi morto a tiros no domingo, às 12h, após reagir a um assalto em um posto de gasolina.
 
Outra hipótese da polícia é que os crimes sejam motivados por uma briga entre gangues de bairros vizinhos.
 
ÔNIBUS
 
Após as mortes, ao menos três ônibus e um carro foram incendiados na manhã de hoje em Campinas.
 
Os ataques aconteceram próximo ao terminal Vida Nova, no bairro Ouro Verde, mesma região onde aconteceram os homicídios.
 
Os veículos foram queimados por um bando formado por cerca de 30 pessoas. Até o momento ninguém foi preso.
 
Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE
TJ MS