01 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Violência

Em Maracaju, Mãe morre baleada ao defender filho de assassinos

30 dezembro 2013 - 10h35
Imagem ilustrativa, não corresponde ao fato
Imagem ilustrativa, não corresponde ao fato
Um ato violento aconteceu e chocou moradores de Maracaju na noite de sábado (28), com a morte de uma senhora religiosa  de 49 anos, após assalto e defesa do filho. Os crimes ocorreram por volta das 22 horas na Rua Minas Gerais na Vila Juquita, do municipio que fica a 150 km de Campo Grande. A vítima, Divany Dutra da Silva chegava a sua residência vinda da igreja acompanhada de seu filho, quando foi surpreendida por dois homens que anunciaram assalto e com violencia seguiram atirando e mataram a senhora.
 
Conforme testemunhos de populares, tudo ocorreu no momento em que mãe e filho, chegavam já no portão da casa, onde dois homens em uma motocicleta Twister de cor preta abordaram as vitiams e ameaçavam matar o jovem. A mãe pedia para que eles não matassem seu filho, mas mesmo a mãe implorando pela vida do rapaz, um dos criminosos armado, disparou várias vezes contra ambos.
 
Divany foi atingida por um único disparo que acertou ao lado direito do seu tórax próximo axila. Após os disparos os autores fugiram tomando de rumo ignorado pelas testemunhas do crime.Vizinhos transportaram Divany ao Pronto Socorro da cidade, mas infelizmente a senhora já chegou em óbito na unidade médica. 
 
Muitas denúncias, mas não achou criminosos
 
A Polícia Militar foi acionada e em seguida já recebia através do fone de emergência 190 inúmeras denuncias anônimas que relatavam o que o autor dos disparos que resultaram na morte de Divany  seria um homem de vulgo “RAFA”.
 
Apesar das denúncias e o assasino já ser uma pessoa conhecida dos meios policiais, não foi possível localizar. Foi realizada rondas pela cidade no intuito de localizar o possível autor, mas os policiais militares não lograram êxito nas buscas.
Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE