02 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Legislativo

Edil denuncia que empresas do transporte escolar rural estão sem pagamento

Reprodução
Na sessão ordinária desta quinta-feira (6), o vereador Edil Albuquerque levou uma denúncia dos empresários que prestam serviços de transporte escolar na área rural de Campo Grande.
 
Os pagamentos estão atrasados há quatro meses e os contratos com as empresas estão vencidos, razão pela qual os envolvidos tentam desde o início do ano dialogar com o secretário municipal de Educação, José Chadid e o prefeito Alcides Bernal.
 
“Recebemos uma cópia do ofício entregue ao secretário de Educação, na qual os representantes das empresas de transporte escolares informam que irão paralisar as atividades a partir do dia 10 de março.
 
O motivo é a indefinição dos contratos entre as empresas e a prefeitura e o atraso no repasse dos pagamentos”, explicou Edil.
 
O parlamentar comentou ainda que os envolvidos pediram que não levasse a informação à público, por temerem represálias.
 
“É inadmissível que empresários e pais de família que moram e trabalham no campo passem por esta situação. Como fica então se houver a paralisação? Os estudantes é que pagarão pela inoperância desta administração?”, questionou.
 
Consta no ofício que os empresários já tinham solicitado a prorrogação do contrato por um ano, pois venceu ao final de 2012. A Lei federal nº 8666/93 amparou a prorrogação que chegou ao fim e agora, eles reivindicam que seja restabelecida a formalidade dos contratos, com aumento de 25% sobre os valores, em razão dos reajustes de valores dos combustíveis, salários de funcionários e manutenção de veículos.
 
Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE