19 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
al outubro2
Governo

Economia vai sair da crise mais saudável, diz Lula

24 dezembro 2009 - 16h30
Fort  Atacadista - 21 ANOS

  O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou, em cadeia de rádio e tevê, novas medidas de incentivo ao investimento. Entre elas, uma nova linha de crédito para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), de R$ 80 milhões, e a extensão da desoneração de todos os tributos federais até 2014 para produção de computadores no País.

 No pronunciamento, que foi ao ar às 20 horas, o presidente comemorou o que considera o fim dos efeitos da crise econômica internacional no Brasil. "Trago boas notícias. A primeira é a garantia de que o pior já passou. A segunda é a certeza de que a recuperação se dá de forma tão equilibrada que nossa economia vai sair da crise mais saudável do que entrou", disse Lula.

  Mas afirmou que não se pode ficar apenas celebrando. "Temos motivos de sobra para comemorar, mas não devemos perder tempo com isso porque a cada dia temos um novo desafio pela frente. É como no futebol: se o time ganha e faz festa demais, perde a partida seguinte. É preciso foco, atenção e disciplina. Este ensinamento vale para tudo na vida. Se no ano passado anunciamos medidas de estímulo ao consumo, agora nossa ênfase é reforçar o investimento", disse.

Investimentos

 Daí, afirmou, a necessidade de sempre apresentar novas medidas. "Quando o investimento cresce, a produção também cresce, o emprego e o consumo aumentam, e aí a economia precisa de mais investimentos para continuar girando", afirmou. Além de fortalecer ainda mais o BNDES com a criação de uma nova linha de crédito, o governo irá criar uma "letra financeira", que permitirá aos bancos privados captar recursos com prazos mais longos e juros mais baixos. A intenção do governo é que, com isso, os agentes financeiros emprestem esses recursos para financiar ações produtivas também com juros mais baixos.

 "Vamos também apoiar as vendas de máquinas, tratores e equipamentos da indústria brasileira na América Latina e na África, e assim aumentar a produção da nossa indústria. Estamos colocando ainda R$ 15 bilhões no fundo da Marinha Mercante para apoiar a produção de navios, sondas e plataformas de petróleo", anunciou.

 O presidente começou seu pronunciamento lembrando a fala do ano passado, em que garantiu o preparo do Brasil para enfrentar a crise econômica que se instalava e pediu aos brasileiros que continuassem a comprar. Dessa vez, elogiou a resposta obtida e agradeceu. "O povo brasileiro mostrou, mais uma vez, que é um povo unido, solidário, corajoso e capaz de enfrentar com tranquilidade as situações mais difíceis.

 Acompanhou o governo e fez a sua parte, segurando o tranco e mantendo a economia em movimento", disse. "O grande responsável por esta vitória não é o presidente nem o governo. É você. Por isso, fiz questão de voltar aqui hoje para agradecer a todos os brasileiros e informar as novas medidas que estamos tomando para que o Brasil siga crescendo de forma equilibrada e vigorosa".

  Depois, garantiu que "o pior já passou" e que "o governo está atento", assegurando um 2010 "excelente" para o País, "com crescimento forte da economia e a criação de milhões de emprego". Disse, ainda, que, apesar da crise, o Brasil criou 1,4 milhão de novos empregos entre janeiro e novembro de 2009, mostrando que a economia "marcha sem tropeços". "Hoje, o mundo inteiro não tem dúvida de que o Brasil já retomou seu ciclo de crescimento virtuoso", afirmou.

 Propaganda

 Lula aproveitou para fazer um pouco mais de propaganda de seu governo, lembrando projetos como o Bolsa Família, o Luz para Todos, Minha Casa, Minha Vida, Universidade para Todos (ProUni) e o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). "Minhas amigas e meus amigos, por que conseguimos vencer tão bem a crise? Repito: por causa do talento, do esforço e da sensibilidade dos brasileiros. E porque o país soube fazer as escolhas certas. A mais importante delas foi escolher um modelo de desenvolvimento que junta crescimento econômico sustentável e distribuição de renda", afirmou.

  "É com imensa felicidade que, como presidente, posso desejar um feliz Natal e um próspero ano novo aos brasileiros, sabendo que eles serão tão bons ou melhores dos que nos anos anteriores. Sabendo que, apesar de tantos problemas que temos ainda para resolver, o Brasil seguramente encontrou o melhor caminho para vencê-los. E este caminho foi aberto com a força da democracia e a energia da liberdade", encerrou.

 

Banner Whatsapp Desktop
Annelies
AL MS