18 de janeiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Cinema Nacional

Domingo de Samba Riachão no Cinemarco

Reprodução

Projeto coordenado pelo Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul (Marco), unidade da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), exibe hoje, domingo 26, o filme que conta a trajetória de Clementino Rodrigues, o popular sambista baiano Riachão.

O Projeto Cinemarco exibe, de forma gratuita, filmes do acervo da Programadora Brasil, duas vezes por mês. As exibições ocorrem sempre aos domingos em que há eventos musicais no Parque das Nações Indígenas, oferecendo aos visitantes do Parque mais uma opção cultural. Uma estratégia que tem dado resultados positivos apresentando um público expressivo em suas edições.

O projeto é coordenado pelo Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul (Marco), unidade da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS).

O filme “Samba Riachão”, em que o diretor Jorge Alfredo usa como pano de fundo a trajetória de Clementino Rodrigues, o popular sambista baiano Riachão, de 80 anos de idade, para contar a importância do samba para o povo brasileiro. O filme apresenta também um panorama do samba na Bahia, onde Riachão viveu mais de seis décadas influenciando gente como Caetano Veloso e Tom Zé. Samba Riachão venceu o prêmio de melhor filme no 34° Festival de Brasília na escolha do público e júri.

Serviço

O Marco está localizado na Rua Antônio Maria Coelho, 6000 – Parque das Nações Indígenas, com atendimento ao público de terça a sexta, das 12h às 18 horas; sábado e domingo, das 14h às 18 horas. Telefone: 3326-7449.

Banner Whatsapp Desktop