02 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
LEI DA MORDAÇA

A educação de Mato Grosso do Sul reivindica direitos da categoria no dia 10

A mobilização, que será nacional, foi aprovada por cerca de 450 trabalhadores em educação de todo o Mato Grosso do Sul

8 junho 2016 - 19h20DA REDAÇÃO
Uma grande mobilização será feita em Campo Grande, a partir das 9h, na Praça do Rádio Clube
Uma grande mobilização será feita em Campo Grande, a partir das 9h, na Praça do Rádio Clube - Divulgação

A Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (FETEMS) convoca os professores e funcionários administrativos de todo o Estado para paralisar as suas atividades no próximo dia 10 de junho, sexta-feira. Além de parar, também chamamos todos para virem para a rua, em defesa dos nossos direitos, vamos fazer uma grande mobilização em Campo Grande, a partir das 9h, na Praça do Rádio Clube.

A mobilização que será nacional, foi aprovada por cerca de 450 trabalhadores em educação de todo o Mato Grosso do Sul, delegados dos 73 sindicatos filiados à Federação, em Assembleia Geral da categoria, na tarde da última quarta-feira (1).

A pauta da paralisação e mobilização em Campo Grande será:

Em defesa da democracia.
Contra o fim do piso salarial e da hora-atividade.
Contra a reforma da previdência e o fim da aposentadoria especial dos professores.
Contra a privatização das escolas públicas, através das Organizações Sociais e da militarização.
Contra a retirada da obrigatoriedade dos recursos da Educação Pública (18% da União e 25% dos Estados e Municípios) da Constituição Federal.
Contra a alteração do regime de partilha na exploração do Pré-sal que destinaria recursos para a educação e saúde. Também contra a entrega de nossas riquezas naturais, como o petróleo, para o capital estrangeiro.
Contra a Lei da Mordaça que está sendo debatida em todo o território nacional e está em processo de votação na Rede Municipal de Ensino de Campo Grande com o intuito de proibir e mandar para a cadeia os professores que debaterem em sala de aula questões de religião, sexualidade (conscientização, igualdade de gênero, violência contra a mulher, homofobia e etc...) e política.

Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE