26 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
JBS - Covid 19
TRÂNSITO

Detran alerta para a necessidade de reforçar segurança no trânsito

Em Campo Grande, segundo o Detran-MS, das 83 vítimas fatais do trânsito no ano passado, 19 estavam na faixa etária de 0 a 25 anos

19 maio 2017 - 15h23
Ainda é necessário reforçar para os adolescentes e aos pais a importância do uso do cinto de segurança
Ainda é necessário reforçar para os adolescentes e aos pais a importância do uso do cinto de segurança - Divulgação

Relatório divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) na terça-feira (16.5) aponta que em 2015, as lesões na estrada foram a principal causa de morte de adolescentes entre 10 e 19 anos, resultando em aproximadamente 115 mil mortes no mundo.

De acordo com a OMS, as principais causas de óbitos entre brasileiros de 10 a 15 anos são respectivamente, violência, acidentes de trânsito, afogamento, leucemia e infecções respiratórias.

Em Campo Grande, segundo o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS), das 83 vítimas fatais do trânsito no ano passado, 19 estavam na faixa etária de 0 a 25 anos. “Os dados comprovam que ainda é necessário reforçar para os adolescentes e aos pais a importância do uso do cinto de segurança, do capacete, ou seja, de todos os itens de segurança”, assegura Gerson Claro, diretor-presidente do Detran.

O Governo de Mato Grosso do Sul, investe em ações educativas permanentes em escolas da rede municipal, estadual e particular, além de universidades, preocupado com o alto índice de acidentes e mortes no trânsito do Estado. “Nosso trabalho começa nas séries iniciais, com linguagem e abordagem adequada a cada faixa etária. Trabalhamos o trânsito em todos os segmentos, temos o exemplo agora do Movimento Maio Amarelo, que envolve toda a sociedade”, conclui Gerson Claro.

“O Detran-MS enfatiza que é de responsabilidade dos pais, dar o carro ou moto para um adolescente não habilitado. Caso sejam coniventes, os mesmos estão colocando em risco a vida de seus filhos e dos filhos dos outros”, alerta a diretora de Educação para o Trânsito, Marlene Rondon.

Infração

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece no artigo 310 que permitir, confiar ou entregar a direção de veículo à pessoa não habilitada, ou com CNH cassada ou suspensa, é crime de trânsito. A pena é detenção de seis meses a um ano ou multa. Além disso, o proprietário do veículo comete infrações de trânsito gravíssimas nos artigos 164 e 165 do CTB, com multa de R$ 293,47, sete pontos na habilitação e retenção de veículo até apresentação de condutor habilitado.

 

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já sabe em quem votar para prefeito de seu município?

Votar
Resultados
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)
TJ MS
pmcg ms