05 de dezembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
PREF DE MJU
AGEPEN

Agepen oferece Curso de Defesa Pessoal a agentes penitenciários

O treinamento combina técnicas de diferentes artes marciais e serve como um aperfeiçoamento das técnicas aprendidas pelos profissionais no curso de formação

3 junho 2017 - 09h00
O treinamento combina técnicas de diferentes artes marciais
O treinamento combina técnicas de diferentes artes marciais - Reprodução
Fort Atacadista Natal

Na primeira semana de aulas do Curso de Defesa Pessoal Penitenciária, oferecido pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), os alunos já aprenderam técnicas de reação e prevenção que servem para manter a integridade física e emocional própria e de terceiros.

As aulas de autodefesa estão sendo ministradas com o mestre José Roberto Teruel e tiveram início no dia 30 de maio, na Escola Penitenciária (Espen). O treinamento combina técnicas de diferentes artes marciais e serve como um aperfeiçoamento das técnicas aprendidas pelos profissionais no curso de formação.

Segundo o diretor da Espen, Vilson Guedes, ao todo 28 alunos estão participando, entre eles, 22 servidores da Agepen, cinco agentes de unidade educacionais de internação (Uneis)  e um servidor da Superintendência de Assistência Socioeducativa (SAS/Sejusp).

Para a agente penitenciária estadual da área de segurança e custódia, Ana Lucia Morais Coinete Gomes, o curso tem sido muito proveitoso e será de grande valia por aprender técnicas rápidas e precisas que podem ser utilizadas em momentos cruciais. “O que achei que aprenderia em um mês, já ensinaram em apenas uma aula”, afirma Ana, que atua no Centro Penal Agroindustrial da Gameleira em Campo Grande.

O curso prático oferecido pela Agepen, por meio da Espen, é gratuito e tem como instrutor o professor José Roberto Teruel, que é credenciado pela Polícia Federal. Teruel é especialista em aulas de Defesa Pessoal e utiliza técnicas avançadas de diversas artes marciais adaptadas às condições e necessidades dos servidores.

Segundo o diretor da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, esses aperfeiçoamentos mostram a preocupação da instituição com a qualidade profissional dos servidores dentro do ambiente de trabalho. “É uma forma de aprimorar a segurança durante as atividades laborais nos estabelecimentos penais do Estado”, declara o diretor.

Curso

Nas aulas de defesa pessoal são ensinadas a combinação de técnicas do karatê, judô, jiu-jitsu e pankration, que juntas, se assemelham ao krav-magá de Israel, considerada a melhor autodefesa do mundo.

Com o andamento do curso, os servidores aprenderão a usar a defesa 3E (eficaz, eficiente e efetiva) contra agressão com mãos limpas, agarramento, bastão, armas de fogo e faca. Esta técnica é eficaz na imobilização e na condução do agressor, em segurança, até o local desejado.

As aulas serão dadas até o final de junho, com carga horária total de 20 horas. O objetivo principal é ampliar a capacitação dos servidores, aprimorando a autodefesa com condicionamentos técnico, físico e mental. Comportamentos e atitudes que previnem a violência dentro das Unidades Penais de Mato Grosso do Sul serão trabalhados no decorrer do curso.

Além disso, controle psicoemocional também será abordado, ensinando técnicas eficazes para lidar com pressões psicológicas, que porventura, possam ser sofridas no ambiente de trabalho.

Banner Whatsapp Desktop
Comper sem sair de casa

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

O que você pretende fazer com o 13º salário?

Votar
Resultados
Natal Comper
PREF DE MJU
Departamento de Operações de Fronteira - Disque Denúncia