01 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
SAMBA DE LUTO

Corpo de vocalista do Grupo Fundo de Quintal será enterrado em Cotia

Cantor Mário Sérgio tratava um linfoma e estava internado no Rio de Janeiro. Enterro está previsto para as 17h no Cemitério das Flores, na Grande SP

30 maio 2016 - 10h57DA REDAÇÃO
A morte de Mário Sérgio foi anunciada pelo site da banda e nas redes sociais
A morte de Mário Sérgio foi anunciada pelo site da banda e nas redes sociais - Reprodução

O corpo do cantor Mário Sérgio, vocalista do Grupo Fundo de Quintal, será enterrado na tarde desta segunda-feira (30) em Cotia, na Grande São Paulo. Ele morreu na tarde deste domingo (29) em um hospital do Rio de Janeiro. 

A morte foi anunciada pelo site da banda e suas páginas nas redes sociais. Segundo a produção da banda, ele estava internado havia mais de dez dias em um hospital em Nilópolis, na Baixada Fluminense, no Rio, para fazer exames e estaria tratando um linfoma. 

O enterro está marcado para as 17h no Cemitério Jardim das Flores, em Cotia. O cantor era considerado um dos principais compositores do Fundo de Quintal. 

O grupo era formado por Bira Presidente, Sereno, Ubirany, Ademir Batera, Mário Sérgio e Ronaldinho. Já gravou 32 álbuns, com 15 discos de ouro e quatro de platina. Nasceu do bloco carnavalesco Cacique de Ramos, no Rio de Janeiro, e é berço de artistas como Jorge Aragão, Sombrinha, Almir Guineto, Arlindo Cruz, Walter Sete Cordas, Cléber Augusto e Neoci. 

Mário Sérgio era compositor, cantor e cavaquinista, de acordo com o site Dicionário Cravo Albin da Música Brasileira. Ainda segundo a página, o músico era considerado um dos principais compositores do Fundo de Quintal, sendo o autor de diversas composições como: "Alem dos Sonhos da Ilusão"; "Brasil Nagô"; "Menina da Colina"; "Ira de Hortelã", entre outras. 

Em toda a carreira, Mário Sérgio participou, ao menos, da produção de 11 discos. Entre eles, "Fundo de Quinta - Cacique de Ramos", de 2002; no mesmo ano do CD "Jorge Aragão Ao Vivo"; "Papo de Sambe", de 2001; e "Simplicidade", do Fundo de Quinta, em 2000. 

Homenagem 

A Escola de Samba Vai-Vai prestou a última homenagem ao cantor e compositor, que fazia parte da ala de compositores da escola.

 

Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE