27 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Campanha Bonito Seguro - Fase 2
Entidade

Convention Bureau dá apoio ao trade turístico

City Tour, uma das ações da entidade
City Tour, uma das ações da entidade - Divulgação
Fort  Atacadista - 21 ANOS

O Campo Grande Pantanal Convention & Visitors Bureau, que existe na capital há 11 anos, busca fomentar a economia da capital e, consequentemente, do Estado, principalmente através da captação de eventos.

A nomenclatura internacional Convention & Visitors Bureau foi criada em Londres, quando o primeiro Escritório de Eventos e Visitantes (tradução) surgiu no mundo em 1905. Um C&VB possui duas áreas principais de atuação: Visitantes – preocupando-se em bem receber aqueles que chegam à nossa cidade, exemplo de ação nessa área é o City Tour oficial de Campo Grande, projeto em parceria com a Prefeitura da Capital. A outra área de atuação da entidade são os Eventos, onde se busca maior fluxo de visitantes para a capital. Esse público movimenta a economia e beneficia toda a cadeia produtiva.

A entidade conta com 55 empresas associadas de diversos segmentos: hotéis, bares e restaurantes, agencias e operadoras de turismo, locadoras de veículos, organizadoras de eventos, entidades de classe, comércio e prestadores de serviços, atrativos turísticos, espaços para eventos, entre outros. Segundo Daniel Real, superintendente da entidade: “As empresas associadas ao Convention & Visitors Bureau são, certamente, geridas por empreendedores. Digo isso pois esses profissionais são capazes de compreender os benefícios diretos e indiretos de nosso trabalho para o seu empreendimento, acreditando que maior fluxo de turistas resulta em mais negócios”.

Outra fonte de recursos da entidade é a Taxa de Turismo. Aplicada em 7 hotéis da capital, representa uma colaboração de R$1,00 por dia de hospedagem. Os hotéis parceiros do Convention Bureau recolhem esses valores e repassam à entidade, cooperando assim com o desenvolvimento de suas atividades. “Captar eventos e, consequentemente, visitantes para a nossa cidade vai beneficiar todos os segmentos. O Brasil tem hoje mais de 100 C&VBx, indicando a importância dessa entidade para a economia desses pólos”, afirma Marcelo Boza, 2° vice-presidente do CGPC&VB, diretor da ABIH/MS e dono do Atenas Apart Hotel. Nélia Tortorelli, proprietária do Hotel Iguaçu e presidente nos dois primeiros anos de existência do Convention, afirma que o objetivo do recolhimento dessa taxa não é uma imposição e sim uma proposta, serve como recurso para implementar a captação de eventos.

Serviço - Para se associar ao Campo Grande Convention & Visitors Bureau , ou conhecer mais sobre a entidade, acesse: www.campograndecvb.com.br ou 3384-5200.

Banner Whatsapp Desktop
Annelies
TCE - Devolução Auxílio Emergencial