22 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
AO VIVO Acompanhe a transmissão do jornal GIRO ESTADUAL DE NOTÍCIAS
Transmitido simultaneamente para as emissoras do Grupo Feitosa de Comunicação
Colunas

Coluna Dra. Vera Simone Adames

Divulgação
Fort  Atacadista - 21 ANOS

Sou casada e tenho uma curiosidade que acho que é medo. O homem que sente prazer na estimulação dos mamilos pode ser um homossexual?

Criamos nossos filhos de forma completamente diferente, a menina deve se comportar, mas pode expressar facilmente seus sentimentos, mas o menino não pode chorar e nem mesmo manter contato físico como abraçar ou beijar as pessoas, porque tal comportamento ainda não é bem aceito na sociedade. Quanto mais agressivo melhor e mais seguro o pai se sente.

Não há nenhuma diferença entre os mamilos de uma criança do sexo feminino e do masculino, mas as meninas quando atingem a puberdade percebem a pele mais escura em torno da auréola e o aumento dos seios onde se desenvolverá as glândulas mamárias.

Os meninos quando se tornam adultos sempre ouvem a reclamação das parceiras de que não são carinhosos, e eles perguntam:

-“Mas o que eu devo fazer?”.

As carícias que antecedem uma relação sexual, são altamente reveladoras tanto para o homem quanto para a mulher. Beijar, tocar, apertar, dar mordidinhas em alguns pontos é altamente estimulante para alguns casais, principalmente na região dos seios que possui uma grande concentração de terminações nervosas e é também uma zona erógena masculina, mas pouco descoberta.

Não só as mulheres, mas também os homens acreditam que o toque nos mamilos não é sinal de masculinidade e por isso muitas vezes não tocam e não permitem o toque das parceiras.

O principal objetivo do seio é alimentar o bebê e como essa é uma tarefa particularmente feminina tocar os próprios seios e os mamilos se caracteriza ao comportamento das mulheres, já que muitas se masturbam acariciando também essa parte do corpo.

O principal órgão masculino é o pênis e faz com que os homens se preocupem com o tamanho e não com o prazer, e com isso acabam por perder outros estímulos eróticos e novas sensações, particularidades e detalhes na vida a dois. Pense nisso e redescubra mais uma nova sensação prazerosa em sua relação.

----------------------

Dra. Vera Simone Adames • Psicóloga - CRP 14/01303-8 • Terapeuta Sexual • Membro da Sociedade Brasileira de Sexualidade Humana • Endereço para correspodências: Rua Eduardo Machado Metello, 288 Chácara Cachoeira II - Fone: (67) 3327-2006

Banner Whatsapp Desktop
AL MS
PMCG