19 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
al outubro2
Saúde Bucal

Cobertura odontológica alcança 80% da população de Mato Grosso do Sul

O prefeito Nelson Trad Filho recebeu das mãos do presidente Lula o prêmio  “Brasil Sorridente”
O prefeito Nelson Trad Filho recebeu das mãos do presidente Lula o prêmio “Brasil Sorridente” - Divulgação
Fort  Atacadista - 21 ANOS

O estado do Mato Grosso do Sul tem a quinta melhor cobertura de saúde bucal no Sistema Único de Saúde (SUS), com 80% de sua população atendida pelo programa Brasil Sorridente.

Para chegar a esse percentual, o Ministério da Saúde ampliou em 334% o número de equipes de saúde bucal em pouco mais de cinco anos - de 88 equipes, em dezembro de 2002, para 382 em setembro deste ano. Este crescimento está acima da média de aumento nacional, de 300%, para o mesmo período.

Além de ter aumentado, a estrutura está mais capilarizada, com equipes espalhadas em 76 dos 78 municípios do estado, o equivalente a 97,4%. A Região Centro-Oeste apresenta cobertura de 51,4% de sua população (1.440 ESB).

No Brasil, o atendimento em saúde bucal está em 82,1% dos municípios e o Saúde da Família, em 94,1%. “Se pensarmos que, até 2003, 28 milhões de indivíduos nunca tinham ido ao dentista, é um crescimento considerável”, avalia o coordenador de Saúde Bucal do Ministério da Saúde, Gilberto Pucca.

No último dia 8  o prefeito Nelson Trad Filho recebeu das mãos do  presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o prêmio  “Brasil Sorridente”, reconhecimento do Ministério da Saúde da qualidade do atendimento odontológico  prestado na rede pública de Campo Grande.

Para o presidente do  Conselho Regional de Odontologia, Silvano da Silva Silvestre  Campo Grande fez por merecer o prêmio conquistado. “Atualmente, o  atendimento odontológico é oferecido em todas unidades básicas; há nove e policlínicas odontológicas e dois CEOs (Centros Odontológicas);  63 equipes de PSF;  há  mais de 57 mil participações em atividades educativas de saúde, mutirões, plantões noturnos; a Prefeitura dispõe de s três unidades móveis que vão aos mais de 90 Centros de Educação Infantil”.

O Prêmio - Criado em 2005, através de uma resolução do CFO, o Prêmio Brasil Sorridente/Conselhos de Odontologia é concedido desde 2006 a municípios brasileiros que se destacam na implementação de políticas públicas de saúde bucal. Em 2006 e 2007 os vencedores foram, respectivamente, Araguaína (TO) e Duque de Caxias (RJ). Campo Grande recebeu, pela primeira colocação um gabinete odontológico completo, patrocinado pela Dabi Atlante. Entre os 15 municípios que receberam menção honrosa, estava Bonito, localizado na região sudoeste de MS.

 

“Números do Brasil Sorridente” no País e no Mato Grosso do Sul

Equipes Saúde Bucal - crescimento de 4.261 equipes, em 2002, para 17.588 equipes de Saúde Bucal, em setembro de 2008 - aumento de 300% em pouco mais de cinco anos. No Mato Grosso do Sul, o crescimento foi de 334%, passando de 88 para 382 equipes.

Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs) - eram 100 em 2004, já são 674 em outubro de 2008. No Mato Grosso do Sul, são 15 funcionando.

Laboratórios de Próteses Dentárias - 321 (outubro de 2008) - em 2003, não existiam. São nove no Mato Grosso do Sul.

Cobertura da população - de 26 milhões, em dezembro de 2002, para 84,4 milhões de indivíduos em setembro de 2008 - crescimento de 300%. Hoje, o programa já alcançou 45% de cobertura. No Mato Grosso do Sul, o índice saltou de 27% em dezembro de 2002 para 80%, em setembro deste ano.

Investimentos do Brasil Sorridente - Entre 2003 e 2006, o programa Brasil Sorridente recebeu investimentos de mais de R$ 1,2 bilhão. No ano passado, foram investidos mais de R$ 600 milhões, valor mais de dez vezes superior ao de 2002. A meta é investir, de 2007 a 2010, R$ 2,7 bilhões.

Banner Whatsapp Desktop
ALMS
PMCG