06 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Religião

CNBB lança Campanha da Fraternidade 2014

5 março 2014 - 12h45
Cassems
A Campanha da Fraternidade 2014, que ocorre na Igreja Católica do Brasil há 50 anos, no período da Quaresma, foi aberta oficialmente na manhã desta quarta-feira (5) de Cinzas, pela CNBB (Conferência Nacional dos Bispos). Em uma missa celebrada pelo cardeal arcebispo e presidente da entidade, Dom Raymundo Damasceno Assis, a ação foi lançada no Santuário Nacional de Aparecida, no interior de São Paulo, com o tema "Fraternidade e o Tráfico Humano" e o lema "É para a liberdade que Cristo nos libertou".
 
Em todo o Brasil é feita a abertura pública, como fez em Mato Grosso do Sul, o arcebispo metropolitano de Campo Grande, Dom Dimas Lara Barbosa, que lançou em coletiva de imprensa, na Cúria Metropolitana, às 9 horas, a campanha dos católicos, que tem o objetivo de identificar e denunciar as práticas de tráfico humano. 
 
Para ou com os fiéis da Capital, a cerimônia oficial de lançamento será no domingo (9) com a Celebração Eucarística na Arquidiocese. O evento ocorre, às 15 horas, no Ginásio Poliesportivo Dom Bosco, onde será feita a missa. São esperadas em torno de cinco mil pessoas.
 
"Toda a comunidade internacional tem agido mais intensamente contra a o tráfico humano. É uma chaga social, que fere violentamente a dignidade humana. Se para os traficantes traz lucro, para as vítimas só traz sofrimento, dor e morte. É um desrespeito universal", afirmou Dom Raymundo Damasceno Assis.
 
Mobilização da comum unidade
 
Segundo o cardeal, toda a comunidade católica e povo em geral, precisa se mobilizar para combater o tráfico humano. O cartaz elaborado para a Campanha da Fraternidade mostra mãos acorrentadas e estendidas que simbolizam a situação de exploração vivida pelas vítimas.
 
"Não diz respeito só ao Brasil, mas toda a comunidade internacional e a Igreja não pode ficar imóvel diante desse problema tão grave, movido por quatro fontes de lucro ilícito: a exploração sexual, que atinge as mulheres e crianças; o trabalho escravo, que atinge os homens, mas também lança mão de crianças; o tráfico de órgão para transplantes, promovido por sequestros e até mesmo assassinatos; e a adoção ilegal de crianças, que são roubadas de seus pais", disse.
 
Anos anteriores
 
Em 2013, a Campanha da Fraternidade teve como foco acolher os jovens e oferecer caminhos para sua participação efetiva na comunidade da igreja. Além de acolher e propor reflexão, a ideia era mobilizar os jovens para a Jornada Mundial da Juventude, realizada no Rio de Janeiro em julho com a visita do Papa Francisco.
 
Desde 1964, a Igreja Católica realiza a Campanha da Fraternidade no Brasil. A campanha sempre é lançada na quarta-feira de cinzas, que marca o início da quaresma, um período de 40 dias, de reflexão para os católicos e que antecede a preparação para Semana Santa, com a ressureição de Jesus Cristo e sua Páscoa. Esta ano a Páscoa acontece dia 20 de abril.
 
A CF da CNBB geralmente ou já abordou temas de relevancia social, como o mundo das Drogas, do Trabalho, do Desemprego, Meio Ambiente; E ainda das discriminação racial, contra a Mulher e trabalho escravo; entre outros temas de ambito geral como a Juventude, Crianças, Idosos e Família em geral.
Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE