26 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
Dança

Capital tem talentos da dança de salão que está mais viva do que nunca

Divulgação
Fort  Atacadista - 21 ANOS

A expressão corporal sempre foi uma forma intensa de comunicação. No Brasil, temos muitas influências culturais e, exatamente por causa desse mix no sangue, é que somos capazes de dançar, interpretar diversos ritmos com graça. Obviamente, não poderíamos ficar de fora do boom que a dança tem vivenciado, principalmente nas grandes capitais do País. A Dança de salão é essencialmente dançada por um casal, e está justamente aí o que ela tem de mais bacana: o resgate de valores indispensáveis ao bem-estar: atividade física, relacionamento inter-pessoal, auto-conhecimento, e por aí vai.Aqui, a dupla Ivan Sousa e Daniele Barilli, ensinam em suas aulas mais de trinta ritmos, entre eles Tango argentino e internacional, Salsa, Polca paraguaia, Samba, Fox trot e Cha cha cha. O casal foi considerado em 2008 o melhor do Brasil, depois de ter ganho a medalha de ouro na terceira Copa ESEF da Dança esportiva saiba mais no site.
Enfim: nós indicamos a Dança de salão para quem valoriza coisas boas, já que ela pode ser uma super aliada da melhoria da qualidade de vida, para todos os gostos, idades e ideologias. Confira alguns depoimentos sobre a Dança de salão:
Zilda Fernandes
“Eu comecei para desestressar mesmo; como não tenho tempo de fazer nenhuma atividade física, achei que essa era uma atividade que me agradaria. Já estou há um ano fazendo. Eu adoro, porque aumenta a rede de relacionamentos, a gente se diverte, dá risada”.  
Ivan Santin
“A gente já faz dança há uns seis meses e tem sido muito interessante; eu acho que a dança faz muito bem: além de aprender a dançar, a gente esquece de qualquer problema”  
Analice Buainain
“Dança é um exercício, né? Então você transpira, você tem gasto de energia, então acaba sendo benéfico pro corpo, pra saúde, pra tudo. A gente ta curtindo, ta gostando... e vamos continuar”
Maria Helena Furtado
”Faz pouco tempo que eu to na aula, mas eu adoro dançar. Acho que a dança é muito importante pra gente descontrair. Pra mim foi uma terapia fazer dança. Eu acho que tem tudo a ver, sabe, me apaixonei. Eles são muito cativantes”.

Banner Whatsapp Desktop
ALMS
AL MS