05 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Recursos

BNDES paga R$ 1 bi por fatia de 10,6% da Odebrecht Transport

23 dezembro 2013 - 14h10
Cassems
O BNDES se tornará sócio da Odebrecht Transport. O negócio foi anunciado nesta segunda-feira (23) e envolve uma participação de 10,61% na companhia que venceu a concessão pelo aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. O investimento é de R$ 1 bilhão.
 
Para manter a participação de 30%, o FI-FGTS, fundo criado com recursos do trabalhador, investiu mais R$ 429 milhões na empresa.
 
Criada em 2010, a subsidiária do grupo Odebrecht para o segmento de transportes é dona das concessionárias Rota das Bandeiras (São Paulo) e Bahia Norte, no segmento rodoviário, além de Via Quatro (linha amarela do metrô de São Paulo) e SuperVia (Rio de Janeiro) em ferrovias.
 
Também é dona do Embraport, maior terminal portuário privado do país, em Santos (SP).
 
Neste ano, a companhia venceu a disputa pelo Galeão com uma proposta de R$ 19 bilhões, dos quais quase metade será financiada pelo BNDES. O valor representou um ágio (diferença sobre o valor mínimo) de 294%.
 
No consórcio que administrará o terminal carioca, a empresa é sócia da Changi, operadora do aeroporto de Cingapura, eleito o melhor do mundo em pesquisa com usuários de terminais globais.
 
"A entrada da BNDESpar [braço de participação do BNDES] no capital da Odebrecht TransPort, assim como ocorreu nas outras companhias de logística, está inserida no contexto de apoio ao setor de infraestrutura, que vem sendo colocado em prática por meio de financiamento e instrumentos de participação acionária", informa o banco em nota.
 
Segundo o BNDES, as negociações com a empresa começaram em 2012.
Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE