26 de janeiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
senar
Legislativo Municipal

Bernal pede policiamento e ações sociais para conter violência na região do Parque do Sol

Divulgação
MÊS DA ECONOMIA COMPER

Diante da onda de violência que tem amedrontado a população dos bairros Parque do Lageado, Parque do Sol e Dom Antonio Barbosa , o vereador Alcides Bernal apela ao secretário de Segurança Pública, Wantuir Jacini, para que determine uma ação policial de emergência e que mais a médio e longo prazo, inclua no planejamento a instalação de uma unidade policial na região para inibir a ação dos marginais e o confronto entre grupos rivais o que tem provocado uma onda de assassinatos, como a morte de três dos seus seis filhos de dona Geracina Pereira da Silva. Na última terça-feira os assassinos invadiram sua casa e mataram seu filho de 16 anos.

Alcides Bernal alerta que o clima na região é de terror que se acentua às quartas-feiras e domingos, quando acontece a feira na Rua Evelina Selingard, que divide o Parque do Sol do Dom Antonio Barbosa. “Ouvi relato de moradores e feirantes de que os tiroteios acontecem a plena luz do dia, enquanto as famílias fazem compras. Há sinais de tiros nos muros”, informa Bernal.

“Acredito que uma providência básica é a policia deslocar viaturas e promover rondas durante a realização desta feira”, destaca o vereador ao lembrar que esses bairros concentram uma população superior a 8 mil habitantes e a unidade de segurança mais próxima é a da Coophavila 2, a aproximadamente 6 quilômetros dali. “ Tenho certeza que o secretário de Segurança Pública vai se sensibilizar com a situação e tomar providências”, avalia Bernal que também vai defender junto ao prefeito Nelson Trad Filho que elabore para esses bairros projetos que gerem oportunidades de emprego e renda para impedir que os jovens acabem recrutados pela criminalidade, diante da falta de oportunidades. “Onde o Estado se omite cria-se o ambiente necessário para o crime se estabelecer, para a violência explodir”, afirma.

“A região tem alto índices de desemprego que tende a aumentar a partir da desativação do lixão, de onde centenas de famílias retiram seu sustentado fazendo a garimpagem de material reciclável, que é uma atividade degradante. Vai ser preciso criar alternativas para quem não puder ser aproveitado na estação de reciclagem que vai ser instalada”.

Na avaliação de Alcides Bernal é preciso oferecer cursos de qualificação profissional e estimular atividades que gerem renda. “Nos próximos dias entra em operação um grande frigorífico no anel rodoviário de Sidrolândia, bem perto desses bairros. Tenho impressão que deveria ter sido feito um trabalho para que parte da mão-de-obra desta indústria que vai gerar milhares de empregos, fosse recrutada na região”.

Banner Whatsapp Desktop
TJ MS
Senar