27 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
PMCG
MEIO AMBIENTE

Barroso diz a empresários que o Brasil perde de goleada na Amazônia

"Este é um jogo que estamos perdendo de goleada. A questão não é de imagem, é de conteúdo: temos que fazer a coisa certa", disse Barroso.

11 agosto 2020 - 20h59
O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso.
O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso. - (Foto: Arquivo)

Quatro empresários e representantes de associações participaram de reunião virtual com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, e com o ministro Luís Roberto Barroso para tratar do combate ao desmatamento ilegal da Amazônia.

O encontro que estava programado para acabar às 19h se estendeu por mais uma hora, período em que foram identificadas potenciais parcerias entre o judiciário e a iniciativa privada para conter as irregularidades na região.

Os empresários falaram dos prejuízos à imagem do Brasil e aos negócios por conta do avanço do desmatamento. Pediram também agilidade para o julgamento de questões relacionadas à implementação do Código Florestal, que estão na pauta do Tribunal

"Este é um jogo que estamos perdendo de goleada. A questão não é de imagem, é de conteúdo: temos que fazer a coisa certa", disse Barroso, durante o encontro, segundo a assessoria de imprensa do Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável (Cebds).

Presidente da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), Marcelo Britto avalia que o principal desdobramento do encontro foi a abertura dada pelos ministros para que os empresários acompanhem o trabalho desenvolvido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de levantar gargalos em ações judiciais envolvendo a Amazônia. A intenção é montar uma base de dados de um conjunto de processos e alinhá-la a informações da Polícia Federal e, assim, intensificar o controle do desmatamento.

"A agenda socioambiental do agronegócio foi encampada pelos ministros. O que estamos fazendo é propor uma integração entre os poderes em nome da sustentabilidade", afirmou. O grupo de empresários já se reuniu com o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Participaram da conversa Marina Grossi, presidente do Cebds; Paulo Hartung, presidente do Instituto Brasileiro de Árvores (Ibá); André Nassar, presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove); e Carlo Pereira, secretário executivo da Rede Brasil do Pacto Global.

Entre os executivos, estiveram André Clark, presidente da Siemens Energy; Horácio Lafer Piva, conselheiro da Klabin; Marc Reichardt, presidente da Bayer Brasil; e Marcos Molina, presidente do Conselho do Grupo Marfrig.

Banner Whatsapp Desktop
TJ MS INTERNO

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já sabe em quem votar para prefeito de seu município?

Votar
Resultados
GAL COSTA
pmcg ms
TJ MS