28 de fevereiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Nacional

Autoescolas fazem manifestação na Esplanada dos Ministérios

13 fevereiro 2014 - 12h18
A queixa dos proprietários de autoescolas se refere ao preço de cada simulador – em torno de R$ 40 mil –, superior à capacidade financeira das empresas do setor, segundo o presidente do Sindicato dos Proprietários de Autoescolas do DF, Francisco Joaquim Loyola.
 
Os organizadores da manifestação, que esperam reunir pelo menos 800 veículos, querem a aprovação do Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 1.263/13, do deputado Marcelo Almeida (PMDB/PR), que susta a resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Como parte da manifestação, os organizadores assarão um boi na área reservada ao evento.
 
De acordo com Loyola, os proprietários de autoescolas querem que o Contran revogue a portaria 444, de 25 de junho de 2013, que estabeleceu, a partir deste ano, que todos os processos das empresas de autoescolas destinados a tirar habilitação categoria B deverão ser feitos mediante aulas em simuladores de direção. As aulas terão como objetivo oferecer ao condutor experiência prévia para vivenciar situações de risco.
 
Hoje, em Brasília (DF), apenas duas autoescolas usam o equipamento em suas dependências: as empresas que compraram o simulador, segundo o sindicato das empresas do setor, são obrigadas a elevar em 30% o preço de cada aula para cobrir os custos de aquisição. O condutor é obrigado a atender a cinco horas aulas de 30 minutos cada, com intervalos de 30 minutos, ministradas após início das aulas teóricas e, antes da expedição da Licença para Aprendizagem de Direção Veicular.
Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE
TJ MS