22 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
JBS - Covid 19
DOURADOS

Audiência sobre violência e evasão escolar em MS lota estádio de futebol

Responsáveis ou pais de aluno que faltaram devem justificar a ausência, caso contrário devem ser multados

27 maio 2017 - 11h45Com informações do G1 MS
Responsáveis e pais de alunos lotaram o Douradão, em audiência sobre violência nas escolas
Responsáveis e pais de alunos lotaram o Douradão, em audiência sobre violência nas escolas - Divulgação
O FLOR DA MATA - NOTICIAS

Uma audiência pública sobre prevenção à violência e evasão escolar reuniu, na noite de quinta-feira (25), quase 20 mil responsáveis e pais de alunos no estádio Douradão, em Dourados, a 214 quilômetros de Campo Grande. Quem faltou terá de justificar a ausência, caso contrário será multado.

Minutos antes da audiência começar, a avenida Marcelino Pires, a principal via de acesso ao estádio Douradão ficou congestionada. O problema foi acomodar todos os pais nas arquibancadas. Faltou espaço.

A capacidade máxima do estádio é para 7,9 mil pessoas, mas às 19h (de MS) a Guarda Municipal calculou quase 20 mil participantes. Teve tumulto do lado de fora do estádio. Por isso, o gramado foi liberado para quem estava com dificuldades para entrar.

Na audiência foi apresentado o Programa de Conciliação para Prevenir a Evasão e a Violência Escolar (Proceve) em escolas municipais. O projeto já funciona em outras cidades de Mato Grosso do Sul, inclusive na capital.

O promotor do Ministério Público Estadual, Sérgio Harfouche, explicou que as punições aos alunos ficam mais rigorosas. "Com essa decisão agora, a Secretaria Municipal de Educação vai inserir também a reparação de danos, como uma resposta a indisciplina dos alunos. Cada aluno deverá se comportar, preservar o ambiente escolar, como pode. Quem quebrar vai ter que consertar. Os pais respondem por isso. Quem suja vai limpar. Pichação de forma alguma. Se o aluno sujar a escola ele vai limpar", disse o promotor.

A implantação do programa e a fiscalização serão de responsabilidade da Promotoria da Infância e da Juventude. Os pais e responsáveis que não foram à audiência, precisam justificar a ausência à direção da escola.

 

Banner Whatsapp Desktop
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você apoia o retorno do ensino presencial em escolas públicas ainda no ano de 2020?

Votar
Resultados
GAL COSTA
TJ MS
pmcg ms