25 de janeiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
senar
OBRA EM RODOVIA

Audiência Pública nesta quarta debate paralisação de obras de duplicação da BR-163

A reunião foi marcada após mobilização de representantes de 13 câmaras municipais e os parlamentares decidiram realizar audiências públicas em cada cidade nos próximos dias

23 maio 2017 - 14h02Da Redação com assessoria
Empresa paralisou os trabalhos e quer rever o contrato de concessão
Empresa paralisou os trabalhos e quer rever o contrato de concessão - Reprodução
MÊS DA ECONOMIA COMPER

Os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande  realizam nesta quarta-feira (24) Audiência Pública para debater a paralisação das obras na BR-163 pela CCR MSVia, empresa responsável por duplicar os mais de 800 quilômetros da rodovia em território sul-mato-grossense. A empresa paralisou os trabalhos assumidos em 2014 e quer rever o contrato de concessão. 

A reunião foi marcada após mobilização de representantes de 13 câmaras municipais (Camapuã, Itaquiraí, Naviraí, Nova Alvorada do Sul, Jaraguari, Mundo Novo, Rio Brilhante, São Gabriel do Oeste, Bandeirantes, Rio Verde, Caarapó e Eldorado, além da Capital) realizada na última quinta-feira (18) na Casa de Leis campo-grandense, cobrando a retomada dos trabalhos ou, pelo menos, a suspensão da cobrança do pedágio caso as obras não sejam retomadas. 

Em conjunto, os parlamentares decidiram realizar audiências públicas em cada cidade nos próximos dias, para mobilizar também as autoridades locais e a população em geral. 

A CCR assumiu a concessão em 2014 e, no ano seguinte, após duplicar 90 quilômetros da rodovia, iniciou a cobrança do pedágio. Dos 845 quilômetros da via entre Mundo Novo e Sonora, o contrato previa a duplicação de 798.  A paralisação da obra gerou, de imediato, a perda de 1,5 mil empregos, segundo representantes de classe. 

Para o vereador Professor João Rocha, presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, “Temos que tomar uma atitude e chamar para nós essa responsabilidade, porque nós somos o início dos degraus que as pessoas podem recorrer, estamos mais próximos da população. Isso é importante para nossos municípios, para nosso Estado, mas principalmente para o Brasil, pois a BR-163 é um corredor de escoamento de safras agrícolas e pecuárias. Nós temos essa responsabilidade para com o nosso País. Não podemos ficar parados só nessa reunião, temos que continuar nessa mobilização até que algo seja efetivado", disse o parlamentar. 

Serviço - A Audiência Pública será realizada no Plenário Edroim Reverdito na sede da Casa de Leis, localizada na Avenida Ricardo Brandão, nº 1.600, bairro Jatiuka Park.

Banner Whatsapp Desktop
TJ MS