24 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
Saúde

Anvisa suspende propaganda de medicamentos devido à gripe suína

14 agosto 2009 - 10h51
Fort  Atacadista - 21 ANOS

 A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) suspendeu temporariamente as propagandas de medicamentos contra a gripe em razão da elevação no Brasil dos casos de gripe suína --gripe A (H1N1). A medida suspende em todo o território nacional as propagandas veiculadas em todos os meios de comunicação, inclusive na internet, de produtos à base de ácido acetilsalicílico.

De acordo com a resolução, publicada na edição desta sexta-feira do "Diário Oficial da União", a suspensão é necessária porque esses medicamentos são capazes de mascarar uma situação de risco no caso da influenza A.

O texto prevê também a interrupção de comerciais de outros medicamentos de venda isenta de prescrição médica com propriedades analgésicas e antitérmicas e ainda dos destinados ao alívio dos sintomas da gripe, como aqueles à base de paracetamol, dipirona sódica, ibuprofeno e associações.

 Fica suspensa ainda o uso de outras técnicas de comunicação, em especial a presença de pessoas em estabelecimentos de comércio varejista de produtos farmacêuticos que promovam tais medicamentos e estimulem a aquisição e o uso indiscriminados dos produtos.

País 
 O número de mortes no país em decorrência da gripe suína chegou a 277 na quinta-feira (13), de acordo com balanço das secretarias estaduais da Saúde.

 São Paulo é o Estado com o maior número de mortes no país: 111. O Paraná é o segundo em número de vítimas (58), seguido pelo Rio Grande do Sul (55), Rio (37), Santa Catarina (6), Minas (4), Paraíba (2), Pernambuco (1), Bahia (1) e Rondônia (1), além do Distrito Federal (1).

 Também na quinta foi confirmada a primeira morte por gripe suína entre indígenas no Brasil. A vítima é um bebê de três meses, de uma aldeia em São Vicente (litoral paulista), que morreu no dia 7 de agosto, após quatro dias de internação, segundo a Secretaria de Saúde do município.

 Para conter a disseminação do vírus entre as comunidades indígenas, a Funai (Fundação Nacional do Índio) decidiu suspender provisoriamente o processo de autorização da entrada de não índios em terras indígenas.

 Em São Paulo, a SAP (Secretaria da Administração Penitenciária) confirmou dois casos da doença entre presos no Estado. Um dos casos foi confirmado no CDP (Centro de Detenção Provisória) de Sorocaba (99 km de São Paulo) e o outro, na penitenciária de Ribeirão Preto (313 km de São Paulo). Ambos passam bem.

Banner Whatsapp Desktop
Annelies
ALMS