28 de novembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
SESI - Campanha Industria Geração de Empregos 1
Educação

Anhanguera: projeto incentiva a prática de handebol na Capital

Fort Atacadista Natal

Estimular a prática de handebol e descobrir talentos esportivos nessa modalidade são os objetivos do Projeto Seleções Permanentes.

“O estado é um celeiro neste esporte. Tem muitos atletas daqui que se destacam nacionalmente. Com o projeto eles têm um incentivo de treinamento e uma oportunidade de participar de campeonatos de nível nacional e até na seleção brasileira”, pontuou o coordenador do curso de Educação Física da Universidade Anhanguera-Uniderp, professor Paulo Nunes.

O projeto é uma ação em parceria com a Anhanguera-Uniderp, Governo do Estado, prefeitura de Campo Grande e a Confederação Brasileira de Handebol. O projeto atende crianças e adolescentes de 11 a 17 anos que tenham interesse em treinar handebol.

Professores e acadêmicos de Fisioterapia e de Educação Física da Universidade estão envolvidos para auxiliar neste projeto. Os treinos práticos são realizados aos sábados de manhã no ginásio do câmpus de Ciências Agrárias da Instituição. Os professores Paulo Nunes e Erivaldo Benedito da Silva atuaram como técnicos das seleções cadete (15 e 16 anos) masculina e feminina. 

Os acadêmicos envolvidos no projeto auxiliam os professores. O curso de Educação Física conta com cinco acadêmicos, que fazem o papel de auxiliar técnico e atuam com o professor responsável. Já o curso de Fisioterapia leva dez alunos, que fazem o atendimento dos atletas, auxiliando os técnicos no alongamento, que serve como prevenção às lesões e, ainda, no atendimento quando há alguma lesão.

“Há todo um planejamento feito com os acadêmicos, que atuam como voluntários no projeto”, explica o professor Paulo Nunes. O professor responsável pelos acadêmicos de Fisioterapia Filipe Abdalla dos Reis ressalta a importância da parceria. “Uma atividade desse tipo já prepara os alunos para o trabalho profissional, uma vez que a fisioterapia esportiva está em constante crescimento”, pontua Filipe.

O projeto também visa preparar as seleções para campeonatos nacionais. O primeiro deve acontecer em maio, Campeonato Brasileiro (cadete masculino) e o outro, em novembro, que é o Campeonato Brasileiro de Seleções (categoria infantil). Os treinos na Universidade começaram no dia 21 de março.

Banner Whatsapp Desktop
Comper sem sair de casa

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

O que você pretende fazer com o 13º salário?

Votar
Resultados
Departamento de Operações de Fronteira - Disque Denúncia