20 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
al outubro2
Legislativo Estadual

André anuncia investimento em habitação e o reajuste do vale renda em Sidrolândia

Divulgação
Fort  Atacadista - 21 ANOS

  Os dois eventos do qual participou na cidade (no ginásio de esporte e no conjunto Morada da Serra ) tiveram um ritmo de campanha política. André lembrou a situação financeira em que encontrou o Estado (contas bloqueadas, sem dinheiro para pagar o salário de dezembro) que o obrigou a suspender os programas sociais por um ano.

  “Vocês querem receber sacolão como era antes ou continuar recebendo dinheiro, para gasta-lo do que jeito que acharem melhor?”, perguntou o governador, recebeu o apoio maciço dos presentes para manter a forma atual .

  Na sua fala o governador “abençoou “ alguns nomes para disputar vagas na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal. Chamou a secretária de Trabalho e Assistência Social, Tânia Garib “de mãe do índios e do vale renda”, daí ser uma “parada federal”, mesmo status que conferiu ao ex-prefeito de Nova Andradina , Roberto Hashioka e ao ex-vereador e presidente municipal do PDT, Ademir Osiro, embora uma parcela da legenda pedetista mostre intenção de se coligar com o PT para apoiar o ex-governador Zeca do PT.

  O vereador da Capital, Vanderlei Cabeludo, também mereceu uma apresentação especial durante a reunião com as famílias do vale renda. Em Sidrolândia são 671 famílias beneficiadas com o vale renda. Antes, quando havia distribuição de cestas básicas, eram 379.

  Famílias indígenas continuam recebendo “sacolão”, nesta segunda-feira, foram entregues 196. Na área da habitação, além das 100 casas do conjunto Morada da Serra, foram inauguradas 60 casas nas aldeias Lagoinha e Córrego do Meio.
Na Aldeia Tereré, já estão autorizadas 47 casas, além de 80 unidades urbanas. Em setembro devem ser inauguradas 100 unidades em fase final de construção.

  O cacique Valcélio Figueiredo, que também é coordenador municipal de assuntos indígenas, entregou um documento ao governador em que pede a construção de um prédio para abrigar a Escola João Figueiredo, na Aldeia Tereré.

Banner Whatsapp Desktop
ALMS
PMCG