28 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
TRANSPORTE CLANDESTINO

Agência faz terceira apreensão de carro de passeio por prática de transporte clandestino

O caso mais recente aconteceu nesta última segunda-feira, 29, em trecho do anel viário de Campo Grande próximo à saída para Sidrolândia.

1 março 2016 - 14h55DA REDAÇÃO
Divulgação
Fort  Atacadista - 21 ANOS

Em duas semanas, três veículos foram apreendidos na operação estratégica desencadeada pela Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan) para combater o transporte clandestino de passageiros nas linhas intermunicipais. O caso mais recente aconteceu nesta segunda-feira (29/02), em trecho do anel viário de Campo Grande próximo à saída para Sidrolândia.

O condutor vinha para a Capital e tentou escapar da fiscalização, mas foi abordado, com apoio da Polícia Militar. Os fiscais constataram que ele transportava ilegalmente três passageiros, incluindo uma criança.

O veículo é um carro de passeio (um Nissan Sentra, placa NRO 4200), o principal alvo da operação. A agência reguladora já mapeou que existem em torno de cem automóveis particulares que tentam fazer regulamente viagens remuneradas partindo de cidades próximas até Campo Grande. Muitos desses condutores já foram autuados, multados e até apreendidos em diferentes ocasiões. “A fiscalização mais ostensiva visa inibir que continuem insistindo nessa prática”, explica o diretor de Normatização e Fiscalização da Agepan, Ayrton Rodrigues.

Alerta aos passageiros

Utilizar um transporte intermunicipal clandestino pode causar ao passageiro problema que vai além do risco de ‘ficar a pé’, ter a viagem interrompida e não chegar ao destino. Na tentativa de fugir da fiscalização, transportadores ilegais chegam a colocar em risco a segurança do usuário. Um flagrante como esse aconteceu no dia 19/2, durante a operação atualmente em andamento.

A agência alerta que perder o dinheiro cobrado a título de “passagem” e ainda ficar sem o transporte é um risco que o usuário assume ao aceitar o serviço clandestino. “Por isso é muito importante o passageiro lembrar que o transporte seguro é o transporte regularizado, que tem autorização e todas as garantias e coberturas para a viagem”, reforça Rodrigues.

Banner Whatsapp Desktop
AL MS
TCE - Devolução Auxílio Emergencial