26 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
Entidade

ACICG mobiliza entidades de seis Estados contra a proposta da reforma tributária

Fort  Atacadista - 21 ANOS

Acompanhando o governador André Puccinelli na reunião realizada quarta-feira (26) no apartamento do deputado Waldemir Moka, em Brasília, o presidente da ACICG, Luiz Fernando Buainain, e o primeiro-secretário da entidade e advogado tributarista Roberto Oshiro, deixaram patente o apoio incondicional ao Governo do Estado e a defesa da classe empresarial (comércio, indústria e serviços) frente às disposições da atual proposta de Reforma Tributária que nos são prejudiciais.
“Esta é uma luta em benefício do setor produtivo e do nosso Estado de MS que perderá grande parte de sua arrecadação caso o projeto do governo seja aprovado como está. Estamos preocupados com a situação dos empresários que verão seus projetos serem inviabilizados caso não sejam tomadas providências urgentemente”, disse Luiz Fernando Buainain, citando o risco de aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da forma como está.
        
APOIOS - Seis estados serão muito prejudicados com perda expressiva de arrecadação caso a reforma tributária seja aprovada conforme o texto apresentado pelo deputado Sandro Mabel: Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás, Bahia e São Paulo.
Na semana anterior, durante o Congresso da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (FACESP), Roberto Oshiro já havia mantido contato com o Presidente da Confederação das Associações Comerciais do Brasil (CACB), da FACESP e da Associações Comercial de São Paulo (ACSP), Alencar Burti e com o ex-presidente Guilherme Afif Domingos, que manifestaram preocupação com a aprovação da Reforma Tributária da forma como estava. “Lá mesmo em Brasília durante a reunião conseguimos alinhar os interesses de MS e SP. Fizemos contato com o presidente da ACSP, Alencar Burti, e com o ex-presidente da entidade, atual secretário do Trabalho de SP Guilherme Afif Domingos, que por sua vez contatou o governador José Serra. Todos conversaram por telefone com o governador André Puccinelli e manifestaram apoio ao pleito de MS”, relatou Luiz Fernando Buainain. Os oito deputados federais e os três senadores da bancada de MS participaram da reunião no apartamento do deputado Moka. Além deles, passaram por lá o vice-presidente do Conselho Federal da OAB, adv. Vladimir Rossi, o relator da proposta da reforma tributária, deputado Sandro Mabel, o presidente nacional do PMDB deputado Michel Temer (PMDB-SP) e o líder do PMDB na Câmara, deputado Tadeu Filippelli. A mobilização das entidades em conjunto com os Governos Estaduais foi vitoriosa. A intenção do governo era aprovar o projeto da reforma na quarta-feira à noite, não permitindo que a oposição tivesse tempo hábil para conseguir alguma alteração.

 

 

 

Banner Whatsapp Desktop
PMCG
ALMS