05 de dezembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
maracaju natal
ESPORTE

Murray perde set, mas bate Nishikori e reencontra Wawrinka na semifinal em Paris

7 junho 2017 - 13h35
Fort Atacadista Natal

O escocês Andy Murray e o suíço Stan Wawrinka vão repetir uma das semifinais do ano passado em Roland Garros. Com vitórias, mas atuações díspares, nesta quarta-feira, eles garantiram a vaga na briga pela decisão. O tenista britânico, atual número 1 do mundo, precisou de quatro sets para vencer, de virada, o japonês Kei Nishikori por 2/6, 6/1, 7/6(7/0) e 6/1. Wawrinka, 3º do ranking, passou pelo croata Marin Cilic em sets diretos.

Como aconteceu em seus primeiros jogos em Roland Garros, Murray voltou a oscilar nesta quarta. O britânico parecia ter embalado de vez após as grandes vitórias sobre Juan Martín Del Potro e Karen Khachanov. Porém, começou mal a partida diante do exausto Nishikori e perdeu o set inicial.

O favorito só "entrou" no jogo a partir da segunda parcial, tirando vantagem do cansaço do rival japonês, que só faturou uma das quatro vitórias neste torneio em sets diretos - fizera "maratonas" contra o espanhol Fernando Verdasco e até contra o sul-coreano Hyeon Chung.

Nesta quarta, enfim, o cansaço fez a diferença para o número nove do mundo. E Murray se impôs a partir dos 45 erros não forçados do adversário. O escocês anotou 26 e ganhou ritmo ao ceder apenas um game no segundo set. No terceiro, Nishikori praticamente gastou sua última ficha ao levar o duelo para o tie-break. Mas a "conta" veio na parcial seguinte, quando Murray passeou, cedendo novamente somente um game.

Com o triunfo, o líder do ranking avançou às semifinais em Paris pela quarta vez consecutiva. No ano passado, foi vice-campeão, ao ser batido na final pelo sérvio Novak Djokovic, eliminado nesta quarta pelo austríaco Dominic Thiem por 3 a 0. Na semifinal de 2016, Murray vencera justamente Wawrinka, que será novamente seu adversário.

Desta vez, o suíço chega em melhores condições para a briga pela final. Ainda sem perder sets em Roland Garros, Wawrinka mostrou força ao despachar por 3 a 0 (6/3, 6/3 e 6/1) Marin Cilic, também dono de título de Grand Slam.

Sem esboçar dificuldades, o suíço dominou Cilic em apenas 1h40min. Sacou melhor e controlou a partida do fundo de quadra. Também tirou proveito dos 32 erros não forçados do croata - cometeu ele mesmo 17.

Campeão em 2015, Wawrinka enfrentará Murray, ainda sem títulos no Grand Slam de Paris, pela 18ª vez no circuito profissional. O britânico lidera o retrospecto, com 10 triunfos, contra sete do suíço.

A outra semifinal de Roland Garros terá o espanhol Rafael Nadal, dono de nove títulos em Paris, e Dominic Thiem. As duas partidas das semifinais serão disputadas na sexta-feira.

Banner Whatsapp Desktop
Natal Comper

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

O que você pretende fazer com o 13º salário?

Votar
Resultados
Comper sem sair de casa
Departamento de Operações de Fronteira - Disque Denúncia
PREF DE MJU