29 de novembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
SESI - Campanha Protocolo de Atendimento
america de cali

Grêmio empata aos 54 do 2° tempo com o América de Cali e avança em 1° do grupo

O gol da igualdade saiu apenas aos 54 minutos do segundo tempo, em uma bela e segura cobrança de pênalti de Diego Souza

22 outubro 2020 - 23h04
Grêmio bate o América de Cali fora de casa
Grêmio bate o América de Cali fora de casa - (Foto: Fernando Vergara/AP Photo)
Fort Atacadista Natal

Em uma noite cheia de erros, um gol no último lance do jogo salvou o Grêmio de derrota na Copa Libertadores. Diego Souza garantiu o 1 a 1 com o América de Cali, em Porto Alegre, e a primeira colocação do Grupo E aos gaúchos.

O gol da igualdade saiu apenas aos 54 minutos do segundo tempo, em uma bela e segura cobrança de pênalti de Diego Souza. Num jogo que começou com escalação equivocada de Renato Gaúcho, gol contra e expulsão de Kannemann, e um pênalti desperdiçado por Robinho ainda com 0 a 0 no placar, o empate acabou sendo um prêmio valioso ao Grêmio.

Beneficiado pela derrota do arquirrival Internacional (2 a 1 para a Universidad Católica), o time avançou em primeiro. Foi o primeiro gol de Diego Souza na Libertadores. Decidiu de pênalti após abrir mão de uma cobrança por Robinho.

Dependendo de apenas suas forças para se garantir em primeiro no Grupo E, o Grêmio entrou em campo com importantes desfalques. Além de Alisson, machucado e fora por três semanas, Renato Gaúcho ganhou um problema de última hora: o resultado positivo para covid-19 de Matheus Henrique.

Para buscar a vitória e a primeira colocação em sua Arena, o treinador gaúcho "inventou" o lateral-direito Orejuela como atacante. E colocou Robinho na armação. A inovadora escalação não deu resultado no primeiro tempo, a ponto de o Grêmio quase não criar. Uma cobrança de falta de Lucas Silva foi o que de melhor o time criou numa etapa de nível baixo, muitas faltas e cartões amarelos.

Renato assumiu que errou ao retornar do intervalo com mudanças ousadas. Tirou Orejuela, a aposta que não rendeu frutos, e Lucas Silva para a entrada dos atacantes Isaque e Luiz Fernando. Se foi cauteloso na etapa inicial, optou por se expor na fase final.

Com quatro atacantes em campo, a ordem era partir para cima do América de Cali. Nada de se arriscar em perder a primeira colocação. O Grêmio queria vencer. E, enfim, ameaçou o gol de Graterol.

A grande chance de abrir o marcador surgiu com cinco minutos. Luiz Fernando sofreu pênalti após tabelar com Diego Souza. Ainda em busca do primeiro gol na competição, todos imaginavam que o centroavante assumiria a cobrança. Porém, foi Robinho quem pegou a bola.

O meia ajeitou e bateu muito mal, na mão de Graterol. O goleiro não teve dúvidas em iniciar um contragolpe rapidamente. Deu lançamento longo para Vergara que cruzou e viu Kannemann desviar contra as próprias redes. A chance grande de abrir o placar virou desvantagem ao Grêmio.

O jogo, então, ficou completamente aberto e indefinido. Era o Grêmio buscando o empate a todo custo e deixando brechas na defesa, com os colombianos não caprichando para ampliar. Everton, de cabeça, mandou a oportunidade clara de empate para fora. O nervosismo gaúcho jogava contra.

Pela vaga, o América tinha de ganhar, torcer por derrota do Inter e ainda descontar um saldo de cinco gols. Mas o 1 a 0 no Sul parecia um sonho e, restando 15 minutos, o time começou a jogar para segurar o resultado mínimo.

O Grêmio, mais na base da vontade do que na organização, buscou a igualdade até o fim. Porém, esbarrava na boa marcação colombiana. Kannemann fechou a noite desastrosa com cartão vermelho após bater boca com Cabrera já nos acréscimos, o que rendeu mais três minutos de acréscimos aos já cinco dados pela arbitragem. Tempo extra que seria decisivo para o placar.

A derrota gaúcha parecia inevitável quando, aos 53, surgiu novo pênalti no jogo, agora em jogada criada por Isaque, com a bola batendo na mão de Velasco. Desta vez Diego Souza assumiu a responsabilidade, pegou a bola e foi para a cobrança. Com direito a paradinha, o Grêmio salvou uma noite desastrosa com o gol de empate. Um gol doloroso aos colombianos, que perderam a vaga para a Copa Sul-Americana.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 1 x 1 AMÉRICA DE CALI

GRÊMIO - Vanderlei; Victor Ferraz, Pedro Geromel, Kanneman e Diogo Barbosa; Lucas Silva (Isaque), Maicon (Everton), Robinho (Thaciano) e Orejuela (Luiz Fernando); Pepê (Ferreira) e Diego Souza. Técnico: Renato Gaúcho.

AMÉRICA DE CALI - Graterol; Arrieta, Marlon Torres, Segovia e Velasco; Paz, Sierra (Jaramillo) e Carrascal; Moreno (Cabrera), Vergara e Juan Pérez (Arias). Técnico: Juan Cruz Real.

GOLS - Kanneman (contra), aos 7, e Diego Souza, aos 54 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Lucas Silva, Maicon e Thaciano (Grêmio); Arrieta, Segovia, Velasco, Vergara, Marlon Torres e Cabrera (América de Cali).

CARTÃO VERMELHO - Kanneman (Grêmio).

ÁRBITRO - Fernando Rapallini (Argentina).

RENDA E PÚBLICO - Jogo disputado com portões fechados.

LOCAL - Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS).

Banner Whatsapp Desktop
Comper sem sair de casa

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

O que você pretende fazer com o 13º salário?

Votar
Resultados
Departamento de Operações de Fronteira - Disque Denúncia