29 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
PMCG
ESPORTE

Com atraso por causa da pandemia, Brasileirão começa sem torcida e Fla favorito

O Brasileirão iria começar em 2 de maio, mas em razão do surto da covid-19, paralisou as competições

8 agosto 2020 - 07h00
Mesmo com tantas mudanças, a CBF manteve o regulamento dos últimos anos
Mesmo com tantas mudanças, a CBF manteve o regulamento dos últimos anos - (Foto: CRF)
O FLOR DA MATA - NOTICIAS

Com mais de três meses de atraso, o Campeonato Brasileiro começa neste sábado com 19 clubes buscando tirar o título que está nas mãos do Flamengo, mais uma vez o grande favorito. A competição deste ano será bem diferente da edição de 2019, já que o calendário sofreu alterações em razão da pandemia do novo coronavírus, que fará com que as partidas, por tempo indeterminado, sejam realizadas sem a presença de torcedores nos estádios.

O Brasileirão iria começar em 2 de maio, mas em razão do surto da covid-19, que paralisou as competições no Brasil por cerca de três meses, a data foi alterada pela CBF para este sábado. O término, previsto inicialmente para o começo de dezembro, passou para 24 de fevereiro de 2021, como jogos invadindo os festejos de Natal e Ano Novo.

Mesmo com tantas mudanças, a CBF manteve o regulamento dos últimos anos. São 20 clubes, que se enfrentam em turno e returno e o time que mais pontuar será declarado o campeão. Os seis primeiros colocados vão para a Copa Libertadores de 2021 e os seis seguintes para a Copa Sul-Americana (lembrando que o número de classificados pode alterar se alguma equipe ficar na zona de classificação para um torneio continental e ser campeão da Libertadores, Copa do Brasil ou Sul-Americana).

Além das partidas serem realizadas sem torcida, a pandemia fez com que a CBF estabelecesse uma diretriz detalhada de cuidados com o novo coronavírus e fixasse uma rotina diferente da habitual. Jogadores, técnicos e árbitros terão testes regulares e vão encarar mudanças até no cerimonial pré-jogo. Execução de hinos e cumprimentos entre os atletas estão vetados.

Três dias antes de cada partida os 23 atletas de cada time, os dois técnicos e os quatro árbitros passarão por testes do tipo RT-PCR, que serão bancados pela entidade e realizados no hospital Albert Einstein, em São Paulo, para se ter amostras mais uniformes. Ou seja, serão 52 exames por jogo. O material será enviado para análise e em até 24 horas os resultados precisam estar prontos.

TIMES - Em campo, os clubes terão novidades para apresentar às suas torcidas em comparação com a edição anterior. Favorito ao título, o Flamengo defenderá a conquista de 2019 sem o técnico português Jorge Jesus, que recentemente acertou a sua volta ao Benfica. A diretoria foi então à Europa atrás de um novo estrangeiro e trouxe o espanhol Domènec Torrent, que foi auxiliar de Pep Guardiola no Barcelona, no Bayern de Munique e no Manchester City.

Na caça ao Flamengo estão clubes como Palmeiras, Atlético-MG e a dupla gaúcha formada por Grêmio e Internacional. O time paulista tem como técnico o experiente Vanderlei Luxemburgo, que busca voltar às glórias do passado - foi campeão brasileiro pelo clube alviverde na década de 1990 -, mas perdeu o atacante Dudu, um de seus destaques, para o futebol árabe.

No Atlético-MG, a esperança está depositada no trabalho do técnico argentino Jorge Sampaoli. Com ele, o Santos ficou com o vice-campeonato em 2019 e ameaçou por um tempo o domínio do Flamengo. Já do Sul do País, Grêmio e Internacional também começam o Brasileirão sonhando alto com o título. O time tricolor conta com a estrela de seu treinador Renato Gaúcho, mas pode perder o atacante Everton Cebolinha para o exterior, e o colorado tem o argentino Eduardo Coudet no comando e o peruano Paolo Guerrero no ataque como as principais armas.

Por falar em estrangeiros, eles estão aos montes neste Brasileirão. São inúmeros sul-americanos entre atletas e membros de comissões técnicas, o espanhol Torrent no Flamengo - o português Jesualdo Ferreira caiu antes da estreia do Santos - e até um jogador asiático e um africano. Esses dois estão no Botafogo: o meia japonês Keisuke Honda e o atacante marfinense Salomon Kalou.

TRANSMISSÃO DOS JOGOS - Até o ano passado, Grupo Globo (TV Globo, SporTV e Premiere) e Turner (TNT) dividiam as transmissões. Quando o jogo era entre equipes que tinham acordo com emissoras diferentes, ninguém passava. Mas em junho deste ano, a Medida Provisória 984, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, determinou que os direitos de transmissão passam a ser apenas do time mandante. E deu-se início a uma grande confusão que já pôde ser vista durante o Campeonato Carioca.

Alguns advogados e clubes defendem a ideia de que a MP só vale para novos contratos. Ou seja, o Brasileirão não sofreria alteração até 2024, quando encerra o atual contrato. Mas há uma outra leitura de que a MP já vale neste momento. Então, uma emissora poderia passar a partida de um time com quem tenha parceria, mesmo que o adversário tenha fechado com a concorrência. Por enquanto, seguem os direitos do ano passado.

Banner Whatsapp Desktop
TJ MS INTERNO

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já sabe em quem votar para prefeito de seu município?

Votar
Resultados
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)
TJ MS
pmcg ms