20 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
al outubro2
Esporte

Capital poderá receber provas mundiais de motovelocidade

9 novembro 2009 - 17h11
Nelsinho vai avaliar encargos, antes de responder à Confederação
Nelsinho vai avaliar encargos, antes de responder à Confederação - David Majella
Fort  Atacadista - 21 ANOS

   Para discutir esta possibilidade, estiveram reunidos com o prefeito Nelson Trad Filho nesta segunda-feira (09.11) os presidentes da Confederação Brasileira de Motociclismo e da Federação da modalidade no Estado, respectivamente, Alexandre Caravana e Firmo Henrique Alves.

  A audiência também foi acompanhada pelo diretor-presidente da Funesp (Fundação Municipal de Esporte), Carlos Alberto de Assis.

  Se houver apoio das administrações públicas municipal e estadual, segundo Caravana o primeiro evento realizado na Capital será o GP Brasil, possivelmente no mês de agosto. O País é o único fora da Europa a sediar o evento. “Pelo que vi, nestes dois dias aqui, a cidade tem todas as condições de receber eventos deste porte”, considerou o presidente da Confederação de Motociclismo. Segundo ele, a expectativa para a prova é de um público estimado em 50 mil pessoas. Recebendo esta prova, outras seriam consequência, como o Campeonato Brasileiro.

  Indagado sobre os motivos da escolha de Campo Grande, Caravana também citou os benefícios para o turismo que evento o esportivo traria. “Quando se fala em Brasil, a primeira imagem é do Rio de Janeiro e, hoje, o Pantanal também é bem lembrado.

  Nada melhor do que aliar o motociclismo a este aspecto, que beneficiará toda esta região”, argumentou o presidente da Confederação. Além disto, a intenção é realizar a prova em uma capital, já que a cidade de Canelinha em Santa Catarina não comporta mais grandes eventos.”O ocupação de hotéis atingiu um raio de 200 quilômetros, citou Caravana.

  Em relação à pista, localizada na entrada do Parque dos Poderes na saída para Três Lagoas, tanto Alexandre Caravana quanto Firmo Alves asseguraram que a mesma comporta uma prova como a do GP Brasil.

  “A pista precisa atender exigências da Federação Internacional de Motociclismo, mas nada que Campo Grande não tenha condições de fazer”, considerou o presidente da Federação ao lembrar que, ao receber um jogo das eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, Campo Grande demonstrou que tem capacidade para receber eventos esportivos de caráter internacional.

  Antes de dar uma resposta definitiva para a Confederação, em relação ao apoio da prefeitura ao evento, Nelsinho pediu que o presidente da Funesp pegasse o caderno de encargos com a entidade para que a administração municipal possa avaliar as condições. ´” um evento que, sem dúvida nenhuma, agrega valor a cidade, assim como acontece com provas do automobilismo.

  Fico feliz e saber que Campo Grande está preparada para este tipo de evento, que gera emprego, alimenta o turismo e traz desenvolvimento”, enfatizou o prefeito. Caravana e Firmo Alves também irão conversar com o governador André Puccinelli.

Banner Whatsapp Desktop
PMCG
ALMS