22 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
maracaju covid
ECONOMIA

Tensões comerciais guiam negócios e bolsas da Europa fecham em baixa

25 julho 2018 - 13h02
O FLOR DA MATA - NOTICIAS

Os mercados acionários europeus encerraram o pregão desta quarta-feira, 25, em baixa, à espera de uma reunião entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o presidente da Comissão Europeu, Jean-Claude Juncker, para tratar sobre as disputas comerciais entre americanos e europeus. Relatos sobre a possibilidade de novas tarifas de Washington sobre veículos importados também influenciaram os negócios, fazendo com que o índice pan-europeu Stoxx-600 fechasse em queda de 0,26%, para 387,17 pontos.

Já na noite de terça-feira, Trump deu início aos preparativos para o encontro com Juncker na Casa Branca. Em seu perfil no Twitter, o presidente americano comentou que tanto os EUA quanto a UE deveriam derrubar "todas as tarifas, barreiras e subsídios". Para ele, isso pode ser chamado de livre mercado e de comércio justo. "Espero que eles façam isso. Nós estamos prontos, mas eles, não", escreveu o presidente americano.

Em meio à cautela antes do início da reunião, o jornal Washington Post publicou, ainda no fim da manhã, que Trump pretende implementar uma tarifa de 25% sobre quase US$ 200 bilhões em automóveis fabricados no exterior já neste ano. Segundo a publicação, o presidente americano deseja seguir adiante com o plano mesmo diante de várias advertências de empresários e de lideranças do Partido Republicano, que preveem danos à economia e distúrbios na seara política. Não por acaso, ações de montadoras foram alvo de fortes vendas em solo europeu.

Na bolsa de Frankfurt, o índice DAX encerrou o pregão em queda de 0,87%, aos 12.579,33 pontos. Por lá, a Daimler fechou em baixa de 2,18%, a BMW recuou 2,05% e a Volkswagen cedeu 2,72%. Já em Milão, o índice FTSE-MIB foi fortemente penalizado e fechou em queda de 1,43%, após os papéis da Fiat Chrysler despencarem 15,50%. Além do embate tarifário envolvendo automóveis, a Fiat divulgou balanço referente ao segundo trimestre, onde informa que seu lucro recuou 35% na comparação com o mesmo período do ano passado, para 754 milhões de euros.

O índice FTSE-100, da bolsa de Londres, recuou 0,66%, aos 7.658,26 pontos. "As ações estão no vermelho, com os investidores realizando lucro após a forte sessão de ontem", disse o economista David Madden, da CMC Markets UK. "Concessionárias aguaram o encontro entre Trump e Juncker, na tentativa da UE de evitar pesadas tarifas sobre carros importados pelos EUA", afirmou. Já na bolsa de Paris, o CAC-40 baixou 0,14%, aos 5.426,41 pontos.;

Em Madri, o índice Ibex-35 fechou em baixa de 0,72%, aos 9.703,10 pontos. Por lá, os papéis do Santander caíram 0,58%, após o banco divulgar balanço referente ao período entre abril e junho. Já em Lisboa, o índice PSI-20 destoou das demais praças e encerrou o dia em alta de 0,22%, aos 5.620,52 pontos.

Banner Whatsapp Desktop
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você apoia o retorno do ensino presencial em escolas públicas ainda no ano de 2020?

Votar
Resultados
TJ MS INTERNO
TJ MS
pmcg ms