27 de novembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
SESI - Campanha Protocolo de Atendimento
ECONOMIA

Taxa de desemprego em Roraima sobe para recorde de 14,0% no 4º tri, diz IBGE

22 fevereiro 2019 - 11h49
Fort Atacadista Natal

Em meio à crise de imigração de cidadãos venezuelanos em fuga do momento turbulento que atravessa seu País, o Estado de Roraima teve o único recorde na taxa de desemprego entre todas as Unidades da Federação no quarto trimestre do ano passado.

A taxa de desocupação em Roraima subiu de 13,5% no terceiro trimestre de 2018 para 14,0% no quarto trimestre, segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

"Tudo indica que pode ser isso, mas não posso afirmar, porque não tenho na pesquisa informações de que quem está procurando trabalho é imigrante, nem de que tem imigrante ocupando trabalho de brasileiro que estava na ativa", ponderou Cimar Azeredo, coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE.

A taxa de desemprego média anual em Roraima subiu de 9,9% em 2017 para 12,3% em 2018. A pesquisa só considera informações de quem mora efetivamente em domicílios visitados. Apenas os venezuelanos que possuem residência fixa no Estado podem ser contabilizados, mesmo que estejam em situação irregular no País.

"A população que vive na rua a gente não está captando. A gente não capta população de rua nenhuma", lembrou Azeredo.

O total de desempregados em Roraima aumentou de 21 mil pessoas em 2017 para 28 mil em 2018, sete mil pessoas a mais em busca de uma vaga no período de um ano.

Banner Whatsapp Desktop
Departamento de Operações de Fronteira - Disque Denúncia