25 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
JBS - Covid 19
ECONOMIA

Focus: economistas esperam desdobramentos da crise política para mudar projeções

22 maio 2017 - 08h30
O FLOR DA MATA - NOTICIAS

Os economistas do mercado financeiro estão à espera de desdobramentos da crise política para, se for o caso, alterar suas estimativas para a economia. Esta é uma das indicações trazidas pelas projeções contidas no Relatório de Mercado Focus divulgado nesta segunda-feira, 22, pelo Banco Central.

O relatório agora divulgado recebeu até a última sexta-feira (19) as projeções do mercado para a economia. Portanto, o documento já foi, em tese, impactado pela delação de executivos da JBS, cujas primeiras notícias saíram na noite de quarta-feira, dia 17.

Os números do Focus, no entanto, indicam que os economistas pouco alteraram as principais projeções econômicas, sendo que, quando fizeram isso, as mudanças foram favoráveis em sua maioria.

O câmbio é um bom exemplo. A projeção para o dólar no fim de 2017 caiu de R$ 3,25 para R$ 3,23 no Focus. Isso ocorreu apesar de, na quinta-feira, 18, a moeda americana ter disparado ante o real, em meio aos primeiros impactos das delações que comprometem o presidente Michel Temer. A projeção para o dólar no fim de 2018 seguiu em R$ 3,36 no Focus.

Na última sexta-feira, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, reconheceu em evento em São Paulo que as incertezas políticas aumentaram em função dos eventos ligados à JBS. Ainda assim, no Focus desta segunda os cálculos para o IPCA - o índice oficial de inflação - tornaram-se mais favoráveis: a taxa projetada para 2017 caiu de 3,93% para 3,92% e a inflação para 2018 foi de 4,36% para 4,34%.

No caso do PIB, as projeções seguiram congeladas ao longo de toda a semana passada, a despeito da crise política. O Focus divulgado nesta segunda indica que o mercado projeta crescimento de 0,50% em 2017 e de 2,50% em 2018.

Banner Whatsapp Desktop
TJ MS INTERNO

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você apoia o retorno do ensino presencial em escolas públicas ainda no ano de 2020?

Votar
Resultados
GAL COSTA
TJ MS
pmcg ms