28 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
JBS - Covid 19
ECONOMIA

Faturamento da indústria de máquinas sobe 13,1% em junho

31 julho 2018 - 12h55

O faturamento da indústria nacional de máquinas e equipamentos alcançou R$ 7,12 bilhões no mês passado, 13,1% a mais do que o montante registrado em junho de 2017, informou nesta terça-feira, 31, a Abimaq, entidade que representa as empresas do setor. Na comparação com maio, a alta nas vendas dessa indústria, entre entregas no mercado doméstico e exportações, foi de 23%.

Com o resultado, a indústria de bens de capital mecânicos encerrou o primeiro semestre com faturamento de R$ 35,08 bilhões, o que corresponde a um crescimento de 4,2% frente aos seis primeiros meses de 2017.

As exportações, que somaram US$ 871,8 milhões no mês passado, voltaram a contribuir ao balanço do setor. Os embarques subiram 15,8% no comparativo interanual, ao passo que as vendas domésticas, na mesma base comparativa, tiveram alta inferior, de 3,8%.

Em junho, o consumo de máquinas e equipamentos no País, que inclui as importações e é um termômetro dos investimentos nas linhas de produção, subiu 20,4% se comparado ao mesmo mês do ano passado. Na comparação com maio, a alta foi de 9,6%. No total, as empresas brasileiras investiram R$ 9,21 bilhões em máquinas e equipamentos no mês passado.

Só as importações subiram 24,6% na comparação com junho de 2017, chegando a US$ 1,25 bilhão, levando a um aumento de 50,7%, para US$ 378,6 milhões, do déficit comercial desse mercado - ou seja, a diferença entre o que o Brasil importa e exporta em máquinas e equipamentos. Ante maio, as compras de máquinas e equipamentos do exterior subiram 15,3%.

O balanço da Abimaq revela ainda que a utilização da capacidade instalada nessa indústria chegou a 74,9% no mês passado, acima dos 74,4% de maio, quando a atividade das fábricas foi prejudicada pela greve dos caminhoneiros.

A mão de obra no setor avançou 0,2% de maio para junho. A indústria de máquinas terminou o mês passado empregando 296 mil pessoas.

Acumulado do semestre

O consumo de bens de capital mecânicos no Brasil subiu 8,3% nos seis primeiros meses de 2018, chegando a R$ 46,72 bilhões, de acordo com o balanço da Abimaq. Só as importações cresceram 17,5% no período, num total de US$ 7,12 bilhões na primeira metade do ano. Enquanto as vendas internas das fábricas de bens de capital nacionais recuaram 6,9%, as exportações subiram 16,8%.

Por conta do avanço ligeiramente superior das importações, o déficit comercial no setor ficou em US$ 2,35 bilhões entre janeiro e junho, 18,9% acima do saldo negativo de igual período do ano passado.

Banner Whatsapp Desktop
TJ MS INTERNO

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já sabe em quem votar para prefeito de seu município?

Votar
Resultados
GAL COSTA
TJ MS
pmcg ms