24 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
JBS - Covid 19
AO VIVO Acompanhe a transmissão do jornal GIRO ESTADUAL DE NOTÍCIAS
Transmitido simultaneamente para as emissoras do Grupo Feitosa de Comunicação
ECONOMIA

Economia dos EUA cria 157 mil empregos em julho, abaixo da previsão 193 mil

3 agosto 2018 - 08h54

Os Estados Unidos criaram 157 mil empregos em julho, segundo dados com ajustes sazonais publicados hoje pelo Departamento do Trabalho. O resultado ficou fora do intervalo das estimativas de analistas ouvidos pelo Broadcast, que previam geração de 175 mil a 250 mil vagas e abaixo da mediana, que apontava para criação de 193 mil postos de trabalho em julho. Já os analistas consultados pelos The Wall Street Journal previam geração de 190 mil vagas.

Por outro lado, a taxa de desemprego caiu de 4,0% em junho para 3,9% em julho, em linha com a previsão.

Embora o resultado de julho tenha ficado abaixo das projeções, o resultado de junho foi revisado de 213 mil para 248 mil. Em maio, a revisão passou de 223 mil vagas criadas para 268 mil. Ambos os aumentos resultaram em ganho líquido de 59 mil no período.

O salário médio por hora dos trabalhadores subiu 0,26% no mês passado ante junho, ou US$ 0,07, para US$ 27,05 por hora. O dado veio acima da previsão do Broadcast e do The Wall Street Journal, de acréscimo de 0,20%. Na comparação anual, o aumento foi de 2,7%.

A taxa de participação da força de trabalho ficou estável em relação a junho, em 62,9% em julho. O indicador subiu de uma baixa recente de 62,3% em 2015 e se estabilizou nos últimos anos na faixa entre 62,6% e 63%.

O mês de julho marcou o 95º mês seguido de criação de empregos nos EUA, a série mais longa da história. Fonte: Dow Jones Newswires.

Banner Whatsapp Desktop
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você apoia o retorno do ensino presencial em escolas públicas ainda no ano de 2020?

Votar
Resultados
TJ MS INTERNO
TJ MS
pmcg ms