02 de dezembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
SESI - Campanha Industria Geração de Empregos 3
ECONOMIA

Economia cresce 1% em 2017 e pequenas empresas registram aumento de faturamento

Expectativa para 2018 também é positiva e PMEs reforçam investimentos

1 março 2018 - 14h59Natascha Ariceto
O número de lojas abertas pelo Brasil também aumentou
O número de lojas abertas pelo Brasil também aumentou - Reprodução
Fort Atacadista Natal

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou nesta quinta-feira que a economia brasileira registrou crescimento de 1% em 2017, com um PIB de R$6,6 trilhões.

O crescimento foi bastante sentido pelas pequenas e médias empresas que registraram faturamento e expansão no ano passado. Os serviços, que têm o maior peso no PIB, cresceram 0,3%.

A Lava e Leva Lavanderias viu seu faturamento anual saltar de R$ 48 milhões em 2016 para R$ 57 milhões no ano que se encerrou. O número de lojas abertas pelo Brasil também aumentou. Foram 90 novas lojas em 2017. "Começamos o ano com 250 unidades e finalizamos com 340. Estamos extremamente felizes com os resultados alcançados", revela Fernando Martins, proprietário da marca. Para 2018, a meta é atingir mais de 400 unidades pelo país.

A rede de clínicas médicas Docctor Med registrou um aumento superior a 100% entre 2016 e 2017. Foram 8 clínicas inauguradas em 2016 contra 19 unidades ano passado. O faturamento foi de R$ 40 milhões e em 2018 deve chegar a R$ 70 milhões.

Já a marca de assistência técnica para tablets e smartphones, Conserta Smart, teve um aumento de 350% nas atividades de 2016 para 2017 e registrou faturamento de R$ 30 milhões no ano passado, esperando chegar aos R$ 40 milhões neste.

De acordo com os dados do IBGE, o comércio também teve uma melhora considerável, com 1,8% de crescimento. A rede de cafés especiais e produtos mineiros Cheirin Bão comemorou o faturamento de R$ 2,3 milhões em 2017 e já projeta aumento de aumento de 10% para 2018.

Segundo o diretor de expansão da MC Franqueadora, franquia de loja de colchão, Carlos Guedes, a rede saltou de R$ 55 mil por loja em vendas no ano de 2016 para R$ 62 mil em 2017. Esse ano a perspectiva é a abertura de 36 novas lojas e um aumento de 35% no faturamento do grupo.

O otimismo é o mesmo para a Cooper Kap, rede de franquias que vende tapetes e capachos que pretende fechar o ano de 2018 com um faturamento de R$ 8 milhões e 250 franqueados, contra o faturamento de R$ 3 milhões obtidos no ano passado.

A Impacto Mídia, de comércio de publicidade, faturou R$ 1,2 milhão em 2017 e espera chegar aos R$2 milhões no ano corrente.

Expectativa e emprego para 2018

Os número de crescimento de 2017 reafirmam que economia brasileira começa a se recuperar da crise vivida nos últimos tempos. Apesar disso, o índice de desemprego no ano passado ainda foi bastante elevado, com 12,7 milhões de profissionais sem trabalho.

Para 2018, se depender do empresário João Furlan, o cenário pode ser outro. Dono da rede de funilaria ChipsAway, Furlan acaba de investir mais de R$200 mil para a abertura da franquia Washy de lava rápido a vapor. "Até o final de 2018 teremos uma média de 10 lojas abertas e para o funcionamento pretendemos contratar uma média de 5 profissionais em cada unidade", comenta.

A escola de robótica Ctrl+Play também está investindo alto e entrando em uma nova cidade. A rede chega a São Paulo no mês de março com a inauguração da primeira escola na capital e a previsão de mais sete unidades só no primeiro semestre de 2018.

A academia Pure Pilates, especializada na modalidade, também planeja, além de crescer R$1 milhão em faturamento, atingir regiões em que hoje não atua. "Queremos até o fim de 2018 estar no Rio de Janeiro, Minas Gerais e na região Sul do país", conta Douglas Paiva, fundador da rede.

De acordo com Henrique Mol, fundador da Fórmula Pizzaria, rede de franquias mineira, ano passado houve um crescimento de 300% em relação a 2016 e em 2018 o emrpesário pretende dobrar os R$ 5 milhões de faturamento do ano passado.

Banner Whatsapp Desktop
PREF DE MJU
Departamento de Operações de Fronteira - Disque Denúncia