23 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
JBS - Covid 19
ECONOMIA

Dólar sobe com exterior e cautela em relação à crise política

5 junho 2017 - 08h59

O dólar opera em alta moderada no mercado doméstico, após uma abertura com sinais mistos, precificando a valorização da moeda norte-americana na manhã desta segunda-feira, 5, no exterior em meio à queda do petróleo e das bolsas internacionais, além de cautela antes do julgamento da chapa Dilma-Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral, que começa na terça.

Na política, preocupam os investidores a possibilidade de delações premiadas de Rodrigo Rocha Loures, após a sua prisão no sábado, e do ex-ministro petista Antônio Palocci, além do início do julgamento da chapa Dilma-Temer, na terça, que poderá cassar o mandato do presidente.

Embora haja expectativas de que um pedido de vista adie a conclusão do processo, os investidores seguirão atentos às notícias sobre o julgamento e a decisão da Executiva do PSDB de sair ou não da base aliada do governo Temer.

Às 9h52, o dólar à vista registrou máxima aos R$ 3,2652 (+0,34%). O dólar futuro para julho estava na máxima, em alta de 0,54%, aos R$ 3,2850. Lá fora, no mesmo horário, o petróleo em Londres caía 0,48%, a US$ 49,50 por barril, enquanto em Nova York o petróleo WTI recuava 0,42%, a US$ 47,26 por barril.

A commodity reage a declarações de autoridade da Opep de que as tensões causadas pela decisão hoje de quatro países árabes - Arábia Saudita, Egito, Emirados Árabes Unidos (EAU) e Bahrein - de romper relações diplomáticas com o Reino do Catar não afetará o acordo global para conter a produção de petróleo.

Banner Whatsapp Desktop
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você apoia o retorno do ensino presencial em escolas públicas ainda no ano de 2020?

Votar
Resultados
TJ MS INTERNO
TJ MS
pmcg ms