27 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
PMCG
ECONOMIA

Com crise no Palácio do Planalto, Bovespa abre em queda

22 maio 2017 - 10h12

A Bovespa abriu em queda nesta segunda-feira, 22, com o Ibovespa abaixo dos 62 mil pontos. O pessimismo do investidor diante da crise no Palácio do Planalto enfraquece os ativos domésticos e anula a influência positiva do exterior, onde o petróleo ainda está em alta e os índices acionários de Nova York abriram com sinal positivo.

Os sinais de enfraquecimento político do presidente Temer - dados pela frustração do jantar com aliados na noite de domingo e da saída do PSB e do PPS da base - estão pesando mais do que o previsto na disposição do investidor em apostar na alta dos preços.

Um outro revés para Temer foi a decisão do domingo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), de protocolar na Câmara pedido de impeachment do presidente Michel Temer, diante da gravidade das delações da JBS. A decisão surpreendeu o governo, segundo afirmou o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha.

Em relatório desta segunda-feira, os analistas da Eurasia afirmam que a probabilidade de Temer cair subiu de 20% para 70%. O cenário mais provável para a consultoria é que a queda seja rápida.

Na Bolsa, todas as blue chips abriram com perdas, inclusive as ações da Petrobras, que nesta segunda não demonstra a habitual correlação direta com o comportamento do petróleo. Depois da abertura do mercado de ações em Nova York, as ações da Vale passaram a subir. No exterior, as pares da mineradora brasileira, como BHP e Rio Tinto, estão em alta.

Às 10h19, o Ibovespa caía 1,20% aos 61.887,28 pontos. Na mínima, pouco antes, marcara 61.544 pontos em queda de 1,75%.

Banner Whatsapp Desktop
TJ MS INTERNO

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já sabe em quem votar para prefeito de seu município?

Votar
Resultados
GAL COSTA
pmcg ms
TJ MS