23 de janeiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
senar
apela

Bolsonaro apela para que consumidores economizem energia elétrica em casa

O chefe do Planalto relatou que apaga luzes no Palácio da Alvorada como forma de economizar

3 dezembro 2020 - 19h21
É um apelo que faço a você. Apague uma luz em casa agora, se for possível, disse Bolsonaro
"É um apelo que faço a você. Apague uma luz em casa agora, se for possível", disse Bolsonaro - (Foto: Marcos Corrêa/PR)
MÊS DA ECONOMIA COMPER

Com a bandeira vermelha novamente aplicada na conta de luz, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez um apelo, em transmissão ao vivo nas redes sociais nesta quinta-feira, 3, para que os consumidores economizem energia elétrica em casa. Ao seu lado na live, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, sustentou que os reservatórios de hidrelétricas estão em níveis historicamente baixos e, por isso, foi necessário acionar as usinas termelétricas, que têm custo de operação mais alto.

O chefe do Planalto relatou que apaga luzes no Palácio da Alvorada como forma de economizar. "É um apelo que faço a você. Apague uma luz em casa agora, se for possível, ligue o ar condicionado mais tarde, desligue mais cedo, não coloque na capacidade máxima", disse o presidente. "Não é maldade, não é arrecadar mais", insistiu.

Ainda no tema da energia, Bento Albuquerque afirmou que sua pasta vai apresentar, ainda este mês, o Plano Nacional de Energia até 2050. Segundo ele, essa diretriz não era revista há mais de dez anos. O ministro disse que o País vai ganhar mais 10 gigawatts de energia em parte ao triplicar, de acordo com Bento, a geração de energia nuclear.

Bolsonaro buscou defender que a economia brasileira estaria crescendo em 'V' e que os dados sobre a atividade seriam "fantásticos". Esse, na versão do presidente, seria um dos motivos pelos quais o consumo de energia estaria aumentando.

Bandeira vermelha - Na última segunda-feira, 30, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou a retomada do sistema de bandeiras tarifárias na conta de luz a partir de 1º de dezembro. O mecanismo havia sido suspenso em maio devido à pandemia do novo coronavírus, e a agência havia acionado a bandeira verde, sem cobrança de taxa extra, até o fim deste ano.

A Aneel, no entanto, informou que as condições atuais não permitem mais manter a bandeira verde acionada. Por isso, as tarifas terão bandeira vermelha em seu segundo patamar, neste mês de dezembro, com uma taxa extra de R$ 6,243 a cada 100 kWh.

Banner Whatsapp Desktop
TJ MS