01 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
PMCG
ECONOMIA

Bolsas de NY fecham sem direção única, influenciadas por incerteza política

16 maio 2017 - 16h48
O FLOR DA MATA - NOTICIAS

Os mercados acionários americanos fecharam sem direção única nesta terça-feira, 16, influenciados pela turbulência política em Washington, envolvendo o governo de Donald Trump e autoridades russas. Ações de companhias ligadas ao setor de tecnologia, no entanto, avançaram no pregão de hoje, fazendo com que o índice Nasdaq renovasse seu recorde histórico novamente.

O índice Dow Jones fechou em leve baixa de 0,01%, aos 20.979,75 pontos; o S&P 500 recuou 0,07%, a 2.400,67 pontos; e o Nasdaq destoou dos demais e subiu 0,33%, a 6.169,87 pontos. Desde o início do ano, o Nasdaq registrou alta de 14%, enquanto o S&P 500 ganhou 7,2% e o Dow Jones, 6,2%.

Nesta terça-feira, papéis de grandes companhias de tecnologia fecharam em alta, o que impulsionou outras empresas do setor. A Amazon avançou 0,85%; a Alphabet (Google) ganhou 0,56% e o Twitter subiu 1,35%, após o cofundador da companhia Biz Stone anunciar que irá voltar a atuar na empresa.

Apesar da alta nas ações de tecnologia, alguns investidores e analistas advertiram que esses papéis podem ser vulneráveis a uma forte queda em breve. Segundo uma pesquisa do Bank of America, gestores de fundos globais afirmaram que o Nasdaq se tornou o índice mais "sobrecarregado" entre os principais. Desde o início do ano, o Nasdaq acumulou 33 recordes de fechamento.

Segundo alguns analistas, a incerteza política nos EUA pode pesar de forma mais ampla sobre os mercados de ações, especialmente se eles reduzirem as chances de cortes de impostos planejados pelo governo Trump. "Em termos de potenciais implicações para os mercados, encontrar apoio no Congresso para medidas fiscais pode ser ainda mais difícil para o presidente Trump caso os últimos relatos minem seu relacionamento com os republicanos", disse Piotr Matys, estrategista de câmbio do Rabobank.

Na contramão de papéis de tecnologia, ações de companhias ligadas ao setor imobiliário recuaram nesta terça-feira, após o Departamento do Comércio americano indicar que as construções de moradias iniciadas caíram 2,6% em abril na comparação mensal, sendo a terceira queda do indicador em quatro meses. A Kimco Realty fechou em baixa de 4,17% e a Regency Centers Corporation recuou 3,28%.

Já os papéis da Walt Disney foram pressionados no pregão de hoje e fecharam em queda de 1,05%, após hackers conseguirem acesso ao novo filme da franquia Piratas do Caribe. Com informações da Dow Jones Newswires

Banner Whatsapp Desktop